Interrupção no abastecimento de água provoca transtornos no sul fluminense

Fonte Agência Brasil 08/05/2013 às 17h

 

Rio de Janeiro - Pelo menos quatro cidades do sul fluminense suspenderam hoje (8) as aulas na rede municipal por causa da interrupção do abastecimento de água, provocado pelo vazamento de combustível no Rio Paraíba do Sul, no último domingo. Cerca de 8 mil litros de óleo diesel vazaram dos dutos da empresa Transpetro, localizados na cidade de São José do Barreiro (SP), depois de uma tentativa de furto do produto.

O vazamento que, segundo o Instituto Estadual do Ambiente, provocou uma mancha de 30 quilômetros de extensão, causou a interrupção do abastecimento de água em Resende, Porto Real, Volta Redonda, Pinheiral e Barra Mansa, devido à presença do combustível nos rios Formoso, Sesmaria e Paraíba do Sul.

Em Volta Redonda, as atividades nos colégios foram suspensas hoje (8) por volta das 12h, deixando 45 mil alunos sem aula. Nas unidades de saúde do município, o fornecimento de água está sendo feito com carros pipas. Em Porto Real, as aulas no período da tarde também foram canceladas.

No município de Quatis, as aulas foram interrompidas ontem (7), e ainda não há previsão de quando serão retomadas. Das três estações que abastecem a cidade, duas continuam operando, mas a que fica no Rio Paraíba do Sul e é responsável por 60% da captação e distribuição de água, foi paralisada, prejudicando o fornecimento em toda a cidade.

A prefeitura de Barra Mansa informou que o Serviço Autônomo de Água e Esgoto dispõe de um reservatório extra com 500 mil litros de água que está sendo usado para abastecer os hospitais e o Corpo de Bombeiros da cidade. As 69 escolas da rede municipal de ensino, que atendem a 29 mil estudantes também não estão funcionando hoje.

A secretaria municipal de Saúde de Barra Mansa, Amélia Feitosa, informou que alguns postos de saúde suspenderam o atendimento à população por falta de água. “As unidades que têm água estão abertas normalmente, mas conforme forem ficando desabastecidas, irão suspender os trabalhos”, disse.

As autoridades do sul do estado pedem que os moradores economizem água, uma vez que não há previsão de quando o serviço de captação e distribuição será normalizado. De acordo com a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), todo o abastecimento de água está normalizado no Rio e Grande Rio.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 08/05/2013 ás 17h

Compartilhe

Interrupção no abastecimento de água provoca transtornos no sul fluminense