Instituto Mamirauá propõe adoção de cartilha para educação ambiental

Fonte Ascom do Instituto Mamirauá 24/05/2013 às 15h
O Instituto Mamirauá propôs a implantação da cartilha Peixes da Amazônia na rede municipal de ensino de Tefé (AM). A organização apresentou a proposta na 2ª Conferência Municipal de Educação.

 

A publicação se divide em cinco módulos e aborda uma metodologia destinada a alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. O objetivo é trabalhar a educação ambiental no ensino formal de forma interdisciplinar. "A educação ambiental deve ser abordada de forma transversal, contextualizada e em consonância com os conteúdos curriculares dos níveis de ensino, e não como uma disciplina específica", afirmou a coordenadora do Programa de Qualidade de Vida do Instituto Mamirauá, Dávila Corrêa.

A conferência, realizada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) na quinta-feira (16) e na sexta (17), abordou o tema “O Plano Nacional de Educação (PNE) na articulação do Sistema Nacional de Educação”. O objetivo foi discutir o plano e apresentar propostas de melhoria dentro de cada eixo temático.

A participação do Instituto Mamirauá se deu nas discussões do eixo Educação, Trabalho e Desenvolvimento Sustentável: Cultura, Ciência, Tecnologia, Saúde e Meio Ambiente. A entidade apresentou a proposta relativa à cartilha, que é um projeto da Sociedade Civil Mamirauá e foi elaborada em parceria com os professores do município de Alvarães.

O material foi usado em 2011 e 2012 em 15 escolas do município de Uarini e seu emprego foi acompanhado pelo Instituto Mamirauá, organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). No ano passado, a instituição também realizou uma capacitação em escolas da cidade de Tefé e entregou um kit com cartilhas para os professores usarem nas aulas.

Durante a conferência, o Mamirauá apresentou, ainda, o vídeo Jovens de Tefé-AM, um retrato sobre a realidade da juventude do município. Nele, os protagonistas também falam de suas expectativas relacionadas a educação, cultura e lazer.

No fim do encontro, os participantes se reuniram para discutir e aprovar as propostas que serão apresentadas na Conferência Estadual de Educação. Se aprovadas nessa etapa, seguirão para a conferência nacional, marcada para fevereiro.

Comunicação premiada

O Instituto Mamirauá venceu o 4º Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico 2013, na categoria Assessoria de Comunicação. A premiação é uma iniciativa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Leia mais.

 

 

Ascom do Instituto Mamirauá
Fonte Ascom do Instituto Mamirauá 24/05/2013 ás 15h

Compartilhe

Instituto Mamirauá propõe adoção de cartilha para educação ambiental