Instituições patronais comunicam ao governo saída do Codefat

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
Entidades patronais enviaram carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva oficializando a saída do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

A carta foi assinada pela Confederação Nacional da Indústria (CNC), Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif) e enviada ontem (6) ao presidente.

No texto, as entidades afirmam que houve quebra de acordo na última eleição do conselho. "Não há como compactuar com a quebra de acordo que, há anos, vem tornando possível o funcionamento paritário do Codefat, bem assim com a eleição de representantes de confederação sobre cuja criação recaem fortes suspeitas de ilegalidade, encontrando-se inclusive sub judice", diz o texto.

No último dia 30 de julho, o candidato da Confederação Nacional de Serviços (CNS), Luigi Nese, foi eleito presidente do Codefat. As confederações que assinam a carta alegam que houve quebra de acordo porque a legislação que rege o Codefat diz que a escolha do presidente é feita por meio de rodízio entre as entidades dos trabalhadores, empresários e do governo que integram o órgão.

Na ocasião, o representante da CNI, Lourival Dantas, disse que já havia um acordo para que fosse eleito o representante da CNA Fernando Antônio Rodrigues e que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, interferiu no processo ao dar preferência e apoiar o candidato da CNS. As quatro confederações decidiram então abandadonar o conselho que integravam desde 1990.

Carlos Lupi negou que tenha interferido no processo de escolha do novo presidente do Codefat.
Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Instituições patronais comunicam ao governo saída do Codefat