Inovar e incluir são desafios para desenvolvimento do país, diz Raupp

Fonte Ascom do MCTI 23/05/2012 às 22h
Na cerimônia de posse dos novos secretários de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, Alvaro Prata, e de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social, Eliezer Pacheco, nesta quarta-feira (23), o ministro Marco Antonio Raupp destacou a importância dessas duas áreas para o desenvolvimento sustentado do país. Para Raupp, são esses grandes desafios para a ciência e tecnologia: gerar inovação e inclusão social.

“O desafio das políticas de ciência e tecnologia: levar o conhecimento para estimular o desenvolvimento das atividades econômicas”, apontou. Ele ressaltou a importância da inovação (produtos, serviços e processos) para também atender as demandas sociais.

Ao comentar a ligação entre as duas secretarias, Raupp lembrou as políticas sociais adotadas pelo governo, nos últimos anos, fazendo referência ao crescimento brasileiro aliado às ações de inclusão. “São duas secretarias que, de certa forma, se complementam, uma puxando o carro da competitividade da empresa e outra trabalhando para que a sociedade também participe desse benefício”, comentou.

Perfil

O ministro descreveu o currículo dos novos integrantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e ressaltou o perfil técnico, profissional e articulador de cada secretário como requisito considerado na escolha. “Ele já deu grandes contribuições científicas, com inclinação para a formação, a tecnologia industrial e a inovação, com participação ativa como professor universitário e depositou duas patentes”, destacou, ao falar de Alvaro Prata.

Prata lembrou a posição do país como sexta economia do mundo e a característica criativa e inventiva do seu povo. “Isso assusta porque eu penso que o Brasil não está pronto. Nós somos essa potência econômica, mas ainda há muito por fazer, nos acostumamos a ter uma indústria pujante e empresários bem sucedidas muito mais na condição de bons negociantes do que de inovadores, e esse é o desafio”, sustentou. Saiba mais sobre o titular da Setec e suas prioridades.

Marco Antonio Raupp elogiou a experiência de Eliezer Pacheco na área educacional: “É um pessoa com grande experiência, que se destacou como secretário na prefeitura de Porto Alegre e no Ministério da Educação, como presidente do Inep e como secretário de ensino profissional e técnico”.

Pacheco falou sobre o desafio da missão num momento em que o país assume, cada vez mais, importância internacionalmente e se destaca pela sua democracia, soberania e inclusão social. “Se queremos ser um país soberano, nós sabemos que não há soberania sem tecnologia”, declarou. “É com essa responsabilidade que assumimos essas funções, no sentido de fazer um esforço maior para que o Brasil avance nesse processo”. Leia mais sobre o titular da Secis e seus planos.

Esforço conjunto

Além de familiares dos novos secretários, a cerimônia contou com a presença da presidenta da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Helena Nader, secretários e servidores do MCTI, dirigentes de institutos de pesquisa, reitores, empresários e de parlamentares – no caso destes, em especial deputados e senadores da região Sul do país.

O titular do MCTI aproveitou a oportunidade para conclamar a participação no projeto de tornar a ciência e a tecnologia protagonistas do desenvolvimento do país e atingir as metas estabelecidas na Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Encti) para o período 2012-2015.

“É preciso um envolvimento de todos e de uma forma que garanta a sua sustentabilidade, e que a sociedade também participe dos benefícios desse desenvolvimento”, concluiu.


Ascom do MCTI
Fonte Ascom do MCTI 23/05/2012 ás 22h

Compartilhe

Inovar e incluir são desafios para desenvolvimento do país, diz Raupp