Indústria farmacêutica investe R$ 224 milhões em pesquisa e desenvolvimento

Fonte Retoque Comunicação 20/05/2013 às 13h

Setor registra queda de 10% no volume de aportes, segundo sondagem realizada pela Global Approach Consulting (GAC), uma das maiores especialistas em inovação empresarial no mundo

O setor farmacêutico investiu menos no desenvolvimento de pesquisas e projetos em inovação. De acordo com os dados dos dois últimos relatórios do ministério de Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI), a queda foi de 9%. O número de empresas participantes se manteve estável, totalizando 37 companhias.

O valor investido passou de R$ 247.441 com renúncia fiscal de R$ 84 milhões em 2010 para R$ 224.685 milhões com incentivos fiscais de R$ 76 milhões. “Os aportes poderiam ser substancialmente maiores se a indústria conhecesse os mecanismos de incentivo à inovação disponíveis no Brasil”, afirma André Palma, diretor Brasil da Global Approach Consulting (GAC).

“A Lei do Bem, regulamentada no País em 2005, ainda é pouco utilizada pela indústria como um todo”, sinaliza Palma. Segundo ele, o benefício da Lei do Bem é, em média, de 25% do valor aplicado pela empresa. “Se a empresa firmar o desenvolvimento de um projeto em parceria com uma universidade, o valor do benefício pode dobrar”,conclui.

Sobre a GAC

A francesa GAC é a maior consultoria do mundo na obtenção de recursos para inovação. Presente em quatro continentes, chegou ao Brasil em 2011. Com uma carteira de 75 clientes locais, realiza análise técnica, fiscal, contábil e estratégica, e auxilia as empresas que investem em projetos inovadores a obterem incentivos fiscais.

Retoque Comunicação
Fonte Retoque Comunicação 20/05/2013 ás 13h

Compartilhe

Indústria farmacêutica investe R$ 224 milhões em pesquisa e desenvolvimento