Indústria de óleo e gás conhece oportunidades de financiamento

Fonte FINEP 21/05/2013 às 15h

 

 

Maurício Syrio, chefe do Departamento de Petróleo, Gás e Indústria Naval da FINEP

Empresários da indústria de óleo e gás conheceram hoje (21/5) as oportunidades de investimento para apoio ao desenvolvimento de projetos no setor. Diferentes instituições, entre associações de classe, federações, governo do Estado do Rio de Janeiro e bancos públicos, apresentaram o seu portfólio na 2ª edição do Accelerate Oil & Gas, que acontece nos dias 21 e 22 de maio, no Rio de Janeiro.

Representando a FINEP no evento, o chefe do Departamento de Petróleo, Gás e Indústria Naval, Maurício Alves Syrio, falou nos painéis que abordaram as tendências atuais e oportunidades futuras no mercado de óleo e gás, e a evolução dos mecanismos do sistema financeiro para facilitar o acesso ao crédito destinado a projetos do setor.

Em sua palestra, Syrio expôs os diversos instrumentos da FINEP destinados às empresas que desejam inovar. A Agência Brasileira da Inovação opera desde o crédito até recursos não reembolsáveis, de subvenção econômica e de investimento (equity). Segundo Maurício Syrio, para este ano, apenas na modalidade de crédito, a FINEP prevê contratar R$ 5,5 bilhões em novos projetos. ¨Desses, a expectativa é que cerca de R$ 1 bilhão seja aplicado em projetos de inovação na cadeia de óleo, gás e indústria naval¨, disse Syrio.

Entre as oportunidades de investimento na FINEP estão o Inovacred, novo programa operado de forma descentralizada, por meio de agentes financeiros, o Tecnova e o Inova Petro, iniciativa conjunta da FINEP e do BNDES, com o apoio técnico da Petrobras. O objetivo do Inova Petro é fomentar projetos que contemplem pesquisa, desenvolvimento, engenharia, absorção tecnológica, produção e comercialização de produtos e processos na cadeia produtiva da indústria de petróleo e gás natural.

No Inovacred, a meta para este ano é credenciar pelo menos 10 bancos em todas as regiões do País e mais outras 10 instituições em 2014. Segundo Syrio, por meio do Inovacred, deverão ser apoiadas cerca de mil empresas inovadoras. No crédito, um instrumento importante e que está permanentemente aberto para a apresentação de propostas é o Inova Brasil, que oferece juros negativos, entre 2,5% e 5% ao ano.

As empresas que tiverem interesse em conhecer melhor todos estes instrumentos de financiamento, podem agendar reuniões com os representantes da FINEP no evento.

 

FINEP
Fonte FINEP 21/05/2013 ás 15h

Compartilhe

Indústria de óleo e gás conhece oportunidades de financiamento