Índice usado para reajuste de aluguel recua na segunda prévia de maio

Fonte Agência Brasil 20/05/2013 às 14h

Rio de Janeiro – Na segunda prévia de maio, o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado nos reajustes de aluguel, recuou e variou 0,01%, ante 0,28%, registrado no mesmo período do mês anterior. Os dados foram divulgados hoje pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Dentre os três indicadores que compõem o IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), caiu 0,2%, influenciado pela variação de preços do grupo bens finais. A maior pressão para a queda do IPA partiu do recuo de preços do subgrupo alimentos in natura, de 8,21% para -0,61%. Também influenciou na retração do IPA, a queda de preços do subgrupo combustíveis e lubrificantes, de 1,57% para -0,44%.

A redução de preços de hortaliças e legumes, além de frutas, pressionou para baixo a inflação registrada pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que também compõe o IGP-M. O IPC variou 0,31% no segundo decênio de maio, ante variação de 0,57% no período anterior.

Por outro lado, pesaram para o consumidor no período os aumentos em itens de saúde e cuidados pessoais; de vestuário, educação, leitura e recreação. Os destaques foram os reajustes em medicamentos, roupas, salas de espetáculo e alimentos para animais domésticos.

O terceiro item que compõe o IGP-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), subiu 0,68% no segundo decênio de maio. No período anterior, o índice registrou variação de 0,74%. O item materiais, equipamentos e serviços subiu 0,5%, ante 0,57% no período anterior e o custo da mão de obra teve alta de 0,85%, ante 0,91% na apuração anterior.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 20/05/2013 ás 14h

Compartilhe

Índice usado para reajuste de aluguel recua na segunda prévia de maio