Índia admite falha após morte de suposto estuprador na prisão

Fonte BBC Brasil 11/03/2013 às 16h

 

Brasília - O ministro do Interior da Índia, Sushilkumar Shinde, admitiu hoje (11) que houve uma "grande falha" na segurança na prisão onde estava detido um dos suspeitos pelo estupro coletivo de uma jovem em dezembro.

Ram Singh foi encontrado morto em sua cela na prisão de Tihar, em Nova Déli. Segundo a polícia local, ele se enforcou. No entanto, advogados de defesa questionaram essa versão.

Singh era o motorista do ônibus em que a jovem de 23 anos foi brutalmente estuprada, em um caso que provocou protestos e revolta na Índia e no exterior. A garota morreu dias depois no hospital.

Autoridades disseram que o motorista usou uma parte do colchão onde dormia para se enforcar, em uma cela que ele dividia com dois prisioneiros. O governo ordenou que seja aberto um inquérito para apurar a morte do motorista.

BBC Brasil
Fonte BBC Brasil 11/03/2013 ás 16h

Compartilhe

Índia admite falha após morte de suposto estuprador na prisão