Inclusão social é um dos temas de cooperação esportiva entre Brasil e Filipinas

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 23/03/2013 às 10h


Esporte de alto rendimento, inclusão social, futebol e intercâmbio de conhecimento foram alguns temas discutidos entre uma comissão do Ministério do Esporte e a Comissão Esportiva das Filipinas (tradução livre de Philipinne Sports Comission - PSC). Ao final da reunião, realizada nesta sexta-feira (22.03), o presidente da PSC, Ricardo Garcia, e o secretário de Futebol e Direito do Torcedor, Toninho Nascimento, assinaram um memorando de entendimento.

Ricardo Garcia disse que um dos importantes trabalhos da comissão é promover a inclusão social. “Temos alguns programas com crianças que moram na rua e adolescentes usuários de drogas. Os resultados ainda não são tão bons, mas tivemos avanços importantes nos últimos anos.”, afirmou.

Ele explicou que o país tem grande interesse em firmar parcerias com o Brasil também no futebol. “A organização do futebol nas Filipinas é bem distinta da brasileira, não possuímos clubes, os times são de universidades e faculdades. Seria interessante se pudéssemos fazer intercâmbio, levar alguns técnicos para ministrar seminários, por exemplo”, destacou Garcia.

Toninho Nascimento apoiou a iniciativa. “Nós queremos trabalhar nas escolas e fazer com que elas deem mais atenção ao futebol feminino, assim como dão ao futebol masculino e, quem sabe, transformar o Brasil numa potência também com as mulheres. Acho que é uma boa área para trocarmos informações, já que estaremos num nível muito parecido”, explicou o secretário.

Alto rendimento
Além do futebol, o voleibol foi apresentado como uma modalidade esportiva que os filipinos gostariam de aprender um pouco mais com o Brasil. O diretor de Esporte de Base e Atletas de Alto Rendimento, André Arantes, confirmou que as seleções brasileiras (feminina e masculina) e as duplas de vôlei de praia estão entre as melhores do mundo e informou que há um centro de treinamento muito importante no Brasil, no Rio de Janeiro (Saquarema).

Gymnasiade
No fim do encontro, a coordenadora-geral de Jogos e Eventos da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Maristela Crispim, apresentou o programa Segundo Tempo e convidou as Filipinas a participar dos Jogos da Gymnasiade.

O ministro Vilmar Coutinho, subchefe da assessoria Internacional do Ministério do Esporte, mediou a reunião, que contou ainda com a participação da ministra-coordenadora de Intercâmbio e Cooperação Esportiva do Itamaraty, Vera Cíntia Álvarez, também participou da reunião.


Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 23/03/2013 ás 10h

Compartilhe

Inclusão social é um dos temas de cooperação esportiva entre Brasil e Filipinas