Impa é polo internacional de produção científica em matemática

Fonte Portal Brasil* 15/08/2014 às 14h
Criado em 1952, o Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), instalado no Rio de Janeiro, tem como missão formar novos pesquisadores, realizar pesquisas de alto nível e disseminar o ensino da matemática no País. O Instituto é considerado uma unidade de ensino e pesquisa supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Atualmente, o Impa conta com 50 pesquisadores (dos quais 19 estrangeiros), que detêm inúmeros prêmios de âmbito nacional e internacional. Muitos deles são membros da Academia Brasileira de Ciências e possuem graus honoríficos de universidades.

A instituição também é considerado a organização de maior prestígio na América Latina, com padrão científico semelhante ao das melhores instituições dos países desenvolvidos. Em relação à produção científica, o Impa também está entre as principais instituições do mundo.

Além de gabinetes para os pesquisadores e salas de aula, a sede do Impa abriga três auditórios, sete laboratórios de pesquisa, um salão de leitura (aberto à população, inclusive nos fins de semana) e a maior biblioteca especializada em matemática da América Latina, com cerca de 800 mil títulos (livros e periódicos).

Renovação de talentos

Desde o seu surgimento, o Impa tem buscado formar e renovar seu corpo científico, por meio de uma seleção criteriosa dos seus pesquisadores. Para frequentar a instituição, os estudantes interessados não precisam ter concluído seus estudos universitários.

Depois de selecionados, os matemáticos são contratados por um período probatório de quatro anos, antes de serem considerados permanentes. Em casos especiais, a contratação pode ser feita por convite.

“A carreira de pesquisa no Instituto é desenhada de maneira a garantir a presença de um quadro de pesquisadores com uma indiscutível projeção internacional”, afirma o diretor geral do Impa, César Camacho.

Oportunidades

O Instituto oferece aos interessados o 'Programa de Pós-graduação em Matemática' com cursos de mestrado acadêmico, mestrado profissional e doutorado.

Ao longo de sua história, o programa formou 744 mestres e 401 doutores. Atualmente, são 153 alunos ativos no mestrado e doutorado (sendo 98 no doutorado, 43 no mestrado acadêmico e 12 no mestrado profissional em métodos matemáticos em finanças). Em média, o Impa forma 14 doutores e 20 mestres por ano.

Cerca de 40% dos alunos do mestrado e doutorado são estrangeiros, sendo a maioria deles de outros países da América Latina. No pós-doutorado, estão ativos atualmente 60 jovens pesquisadores, sendo cerca de 60% deles estrangeiros.

Além disso, o Programa de Iniciação Científica seleciona estudantes com melhor desempenho na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). O curso tem duração de um ano, em 200 centros espalhados pelo País. A intenção é estimular a interatividade entre professores universitários e estudantes, que desenvolvem em conjunto atividades e fóruns de discussão.

Todo ano, nos meses de janeiro e fevereiro, o Impa promove o Programa Especial de Verão para professores e alunos de outras instituições do País e do exterior.

Competições estudantis

Com a finalidade de contribuir para a melhora do desempenho em Matemática no ensino fundamental e médio, o Impa criou, em 2005, a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). A Obmep tem apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e do MCTI.

O Instituto coordena também a Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), responsável por selecionar as equipes que representam o Brasil em competições internacionais.

Outro programa do Instituto implementado desde a década de 90 é o Programa de Aperfeiçoamento para Professores de Matemática do Ensino Médio (Papmem), cujo objetivo é proporcionar treinamento para professores de matemática do ensino Médio e formandos das últimas séries do curso de licenciatura em matemática.

Outros projetos

Em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjam), o instituto está desenvolvendo a gestão do conteúdo científico da ‘Casa Sesi Matemática’.

O espaço, que será inaugurado em 2015, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, pretende explorar o ensino de matemática de forma lúdica e criativa, além de se tornar um novo local de produção do conteúdo e disseminação de novos métodos de ensino e aprendizagem.

“Outro projeto é a 'Obmep na escola', com apoio da Fundação Capes , consiste de uma prova direcionada a selecionar mil professores que receberão treinamento prévio para as Olimpíadas. [Além disso], prevê o pagamento de uma bolsa que será medido de acordo o desempenho dos estudantes”, lembra o diretor do Impa.

O programa de aperfeiçoamento do ensino, com duração de uma semana, seleciona 100 professores para participar de um curso presencial no Rio de Janeiro. Outros 50 centros espalhados pelo País possibilitam a capacitação dos professores a distância, com cursos on-line. Para participar, o professor de ensino médio deve solicitar interesse no site do Impa.


*Com informações do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada
Portal Brasil*
Fonte Portal Brasil* 15/08/2014 ás 14h

Compartilhe

Impa é polo internacional de produção científica em matemática