ICMBio acompanha abertura de barra natural em SC

Fonte ICMBio 22/08/2014 às 14h
Servidores da Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca (SC) acompanharam a abertura de uma barra natural da Lagoa de Ibiraquera, em Imbituba, procedimento tem grande importância para as comunidades que vivem no entorno.

A Unidade de Conservação (UC), administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), garante a renovação das águas da lagoa, a entrada de peixes e larvas de camarão e a manutenção da economia local.

A barra natural é um pedaço de areia que divide a lagoa do mar, que deveria se abrir sozinha em determinadas épocas do ano. Como isso não estava acontecendo, foi necessário intervir para não prejudicar as atividades econômicas da população local, voltadas principalmente para a pesca artesanal.

"Fizemos um acordo social e decidimos por essa conduta. A apresentação aconteceu durante o I Seminário de Práticas Inovadoras em Gestão de Unidades de Conservação, realizado em abril deste ano, na sede do ICMBio em Brasília", disse a chefe da APA da Baleia Franca, Maria Elizabeth Carvalho da Rocha.

O processo de abertura, realizado na última segunda-feira (18), também recebe apoio da Prefeitura de Imbituba, onde está a sede da UC, pescadores, moradores, esportistas, empresários e usuários da lagoa, um dos pontos turísticos mais procurados na Área de Proteção Ambiental.

Critérios como condições de marés e ventos, nível da lagoa – controlado por meio de réguas -, presença de larvas de camarões e cardumes devem ser seguidos para justificar o procedimento. "Existe um Comitê Gestor que se reúne periodicamente para decidir pela abertura ou não", explicou Maria Elizabeth.

O Comitê Gestor de abertura da barra é formado por um representante de cada setor interessado e três pescadores locais de notório saber. Depois de definido o momento certo, com aval da unidade de conservação e participação social, é aberto um canal para formar a barra, permitindo a renovação da água da lagoa e estoques pesqueiros.

Depois, o fechamento ocorre naturalmente, com o depósito de areia pelo oceano, processo que pode ser longo ou curto, dependendo da época do ano.

"Antes da negociação social para a abertura da barra, com a participação de toda a comunidade, a abertura era realizada sem critérios: alguém pedia e a máquina da prefeitura abria, comprometendo toda a qualidade ambiental do ecossistema. Com o acordo, passamos a ter regras claras para a abertura, o que ajuda a conservar a Lagoa de Ibiraquera", concluiu a chefe da APA.
ICMBio
Fonte ICMBio 22/08/2014 ás 14h

Compartilhe

ICMBio acompanha abertura de barra natural em SC