HUB participa de simulação para grandes eventos esportivos

Fonte Assessoria de Comunicação do HUB 24/03/2013 às 12h

Atividade com 500 pessoas faz parte de curso criado para atender emergências na Copa das Confederações.

O Hospital Universitário de Brasília participou, na quarta-feira, 20 de março, de uma simulação organizada pela Secretaria de Saúde para testar a atuação de profissionais de saúde no atendimento aos torcedores em grandes eventos esportivos, como a Copa das Confederações que começa junho e cuja abertura será no Estádio Nacional, antigo Mané Garrincha.

O evento faz parte do I Curso e Simulado de Emergências para Atendimento em Estádio de Futebol e contou com a participação de 500 profissionais entre médicos, enfermeiros, bombeiros, SAMU, agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran), policiais militares e figurantes. Além do HUB, os hospitais de Base (HBDF) Materno-Infantil de Brasília (HMIB), da Asa Norte (HRAN), das Forças Armadas (HFA) e o Hospital Ortopédico e Medicina Especializada (Home) também participaram da simulação.

Para o diretor-geral do HUB, Hervaldo Sampaio Carvalho, a ação é mais um passo no sentido da integração do HUB à rede assistencial do Sistema Único de Saúde do Distrito Federal e Entorno. “Nosso hospital integra a rede de referência de grandes catástrofes no Plano Piloto. Vamos fazer outras simulações para melhorarmos progressivamente esse atendimento”, afirma.

Coordenadora do Centro de Pronto Atendimento (CPA) do HUB, a médica Adriana Gherardi da Ponte avalia como satisfatória a participação do hospital. Para ela, trata-se de um grande avanço, já que aproxima ainda mais a instituição da comunidade. “Nossa equipe participou intensamente, com médicos, enfermeiros, internos, residentes e do apoio administrativo. A grande missão do HUB é justamente servir a comunidade com ensino. Nesse sentido, nossa avaliação é satisfatória”, diz.

Fábio Sad é interno do 10º semestre de medicina da Universidade e Brasília e participou da simulação. Para ele, eventos como este capacitam o aluno para lidar em casos poucas vezes atendidos no pronto atendimento do HUB. “A equipe se saiu muito bem, com rapidez e eficiência. Como interno, me senti apto a auxiliar a equipe nos casos de menor gravidade”, afirma.

A recepcionista responsável pela coleta dos dados e fazer a ficha dos pacientes, Tânia do Nascimento Vieira, acredita que este tipo de treinamento é importante para a identificação e correção de possíveis falhas. “Nunca havia presenciado algo parecido. Imaginei-me em uma situação real e achei muito interessante”, diz.

Toda a atividade foi acompanhada por apontadores que além de observar tomavam nota das falhas ocorridas durante o socorro. No HUB, a enfermeira do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)Gisele Fonseca foi a responsável por esta função. “A avaliação do simulado é justamente para que façamos as correções necessárias, uma vez que numa situação real o ideal é que tudo ocorra corretamente”, disse.

A simulação realizada no HUB foi filmada e fotografada. Nos próximos dias, a equipe irá se reunir para avaliar a ação e identificar possíveis falhas. “Faremos uma reunião interna e depois com a SES-DF para reavaliarmos tanto a simulação como um todo, quanto o papel de cada hospital nesse processo”, afirma Hervaldo. Até de junho outras duas simulações internas devem ser realizadas no HUB.

Assessoria de Comunicação do HUB
Fonte Assessoria de Comunicação do HUB 24/03/2013 ás 12h

Compartilhe

HUB participa de simulação para grandes eventos esportivos