Hondurenhos iniciam marchas nacionais para exigir restituição de Zelaya

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
Milhares de hondurenhos iniciaram hoje, em diversas regiões do país, caminhadas em direção à capital Tegucigalpa e à cidade de San Pedro Sula, no norte, para exigir a restituição do presidente Manuel Zelaya, deposto em 28 de junho pelas Forças Armadas.

As marchas são organizadas pela Frente Nacional de Resistência Contra o Golpe de Estado, formada por dezenas de organizações civis que, desde que Zelaya foi tirado do poder, mobilizam-se contra o regime de facto, liderado por Roberto Micheletti, nomeado presidente pelo Congresso.

Os protestos devem terminar na próxima terça-feira (11), quando os manifestantes terão percorrido um total de 105 quilômetros.

Os grupos originários do norte e do oeste rumarão a San Pedro Sula, principal pólo econômico do país. Já as caminhadas que partirão do sul e do leste terão como destino Tegucigalpa, explicou Juan Barahona, um dos coordenadores da Frente.

"Em ambas as cidades haverá manifestações no dia 11 com os participantes das caminhadas que virão de todas as partes do país", explicou.

Barahona também assegurou a continuidade dos bloqueios de estradas e greves realizadas em diferentes regiões de Honduras.

A paralisação de trabalhadores afeta sobretudo os setores de Educação e Saúde. Além disso, centrais sindicais prometem iniciar uma nova greve geral a partir de quinta-feira.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Hondurenhos iniciam marchas nacionais para exigir restituição de Zelaya