Hollande diz que Itália e França não podem se unir contra a Alemanha

Fonte Ansa flash 15/05/2013 às 20h

Para o presidente francês, é importante que as duas nações trabalhem juntas para encontrar "um compromisso" e uma "solução dos problemas"

BRUXELAS, 15 MAI (ANSA) - O presidente da França, François Hollande, disse nesta quarta-feira que a Itália, como o seu país, quer "que o crescimento econômico e o emprego para os jovens sejam temas prioritários" na União Europeia (UE), mas descartou a formação de um eixo contra as políticas de austeridade defendidas pela chanceler da Alemanha, Angela Merkel.

Hollande respondia a perguntas de jornalistas após uma reunião de doadores europeus para o Mali, quando a imprensa levantou mais uma vez a questão da crise europeia.

"De qualquer maneira, não é uma questão de instaurar uma aliança entre Paris e Roma contra a Alemanha", disse o presidente francês na capital belga. Mais importante, para ele, é que França e Itália trabalhem juntas em um espírito construtivo para encontrar "um compromisso e uma solução dos problemas".

Uma aliança contra a Alemanha "seria contra o interesse da Europa, mas também de Paris e Roma", disse Hollande.

O francês afirmou que ainda espera convencer Merkel sobre a necessidade de serem tomadas medidas contra a recessão durante a cúpula da UE em junho.

Embora Hollande tenha dito que no caso da França, a recessão atual pareça "menos grave que a de 2008-2009", para o premier da Itália, Enrico Letta, a situação econômica italiana continua muito ruim, após sete trimestres seguidos de queda na atividade econômica.

"Em primeiro lugar a Itália, mas em geral toda a Europa, não se pode dar ao luxo de mais uma cúpula onde nada será feito", afirmou o premier italiano referindo-se à reunião que acontecerá em junho em Bruxelas.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 15/05/2013 ás 20h

Compartilhe

Hollande diz que Itália e França não podem se unir contra a Alemanha