HGV tem mais R$ 6,6 mi para ampliar atendimento

Fonte Agência Saúde- Ascom/MS 03/05/2013 às 9h

O hospital de Recife, passa a integrar o S.O.S Emergências, estratégia do Ministério da Saúde, para desafogar atendimento em grandes hospitais e reduzir o tempo de espera

O Hospital Getúlio Vargas, em Recife (PE), passa a integrar – nesta quinta-feira (2) - o programa S.O.S Emergências, estratégia do Ministério da Saúde com objetivo de melhorar a gestão, reduzir o tempo de espera, ampliar a infraestrutura e a organização de grandes hospitais do país. Com a entrada do Getúlio Vargas nessa segunda etapa, os pernambucanos passam a contar com dois hospitais incluídos na estratégia, uma vez que o Hospital da Restauração foi incluído em 2011.

A aderir ao S.O.S Emergências, o Getúlio Vargas terá mais repasses de recursos, num total de R$ 6,6 milhões/ano, sendo mais R$ 3,6 milhões/ano para custeio de leitos, além de mais R$ 3 milhões em investimentos do Ministério da Saúde. Com esse novo reforço, o valor repassado ao hospital - que também integra o Plano de Ação de Regional da Rede de Urgências e Emergências - chega a R$ 17,4 milhões/ano.

PARCERIA - Os recursos incluem investimento para reforma da emergência e custeio de leitos de retaguarda. Para melhorar o atendimento de emergência, já foram disponibilizados 130 leitos de retaguarda para o Getúlio Vargas, sendo 122 pactuados no Plano de Ação de Regional da Rede de Urgências e Emergências.

Ao todo, já foram disponibilizados 78 leitos no próprio Hospital Getúlio Vargas, sendo 38 novos leitos clínicos. Outros 40 foram qualificados – 15 leitos clínicos e 25 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Para todos esses 78 leitos serão destinados anualmente um total de R$ 6,9 milhões para custeio.

Outros 40 leitos de retaguarda destinados à especialidade de ortopedia foram disponibilizados no Hospital Santo Amaro/Santa Casa de Misericórdia do Recife, com custeio de R$ 3,7 milhões por ano e 12 leitos no Hospital Real Português para cirurgia vascular com custeio de R$ 1,1 milhão/ano.

ADESÃO - O secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães, assina junto ao Estado de Pernambuco, a Prefeitura Municipal do Recife e a direção do hospital, o termo de adesão ao programa, lançado em novembro de 2011 e que também integra a Rede Saúde Toda Hora, do Ministério da Saúde.

Além do Hospital Getúlio Vargas, nesta etapa de expansão, o S.O.S Emergências será implantado nas seguintes unidades hospitalares: Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (PB), Hospital e Pronto Socorro João Paulo II (RO), Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (RN), Hospital e PS Dr. João Lúcio Machado (AM), Hospital de Urgência de Teresina Professor Zenon Rocha (PI), Hospital do Trabalhador (PR), Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (MT), Hospital Geral do Estado Dr. Osvaldo Brandão Vilela (AL), Hospital Governador João Alves Filho (SE).

Até 2014, o programa vai alcançar os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, abrangendo todos os 26 estados e o Distrito Federal (DF).

Os hospitais selecionados são referências regionais, possuem mais de 100 leitos, tem pronto-socorro e realizam grande número diário de internações e atendimentos ambulatoriais. Os serviços da Rede Saúde Toda Hora englobam o SAMU 192, Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa.

ESTRATÉGIA - As unidades que integram o programa, contam com a implantação de Núcleos de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH), que são responsáveis pelo diagnóstico das principais dificuldades relacionadas à porta de entrada de emergência, apontando as medidas a serem adotadas. Cada núcleo é formado por representantes das secretarias estadual e municipal de Saúde, do hospital e apoio do Ministério da Saúde.

UNIDADE - O Hospital Getúlio Vargas, em Recife (PE) tem gestão dupla - municipal e estadual - e realizou em 2012, 16.977 internações e, no mesmo período, 813.824 atendimentos. O Ministério da Saúde repassou, em 2012, R$ 28 milhões para custear esses atendimentos hospitalares. O hospital possui diversas habilitações, tais como de UTI; tratamento para AIDS; assistência em neurologia; vasectomia; serviço de reabilitação física; banco de tecido ocular humano; centro de referência em traumo-ortopedia.

A unidade conta atualmente com 416 leitos, sendo 31 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto.

A Região Metropolitana de Recife é formada por 20 municípios, onde residem 3,9 milhões de habitantes. Essa região integra o Plano de Ação de Regional, que conta com recurso anual no valor de R$ 219 milhões, dos quais R$ 9,9 milhões para o custeio de leitos de retaguarda para o Hospital Getúlio Vargas.

VISITAS - O secretário Helvécio Magalhães também visitará, no período da tarde, o Hospital Vitória Régia, no bairro Casa Forte. E em seguida conhecerá a Maternidade do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP), no bairro Boa Vista, em Recife (PE).

Agência Saúde- Ascom/MS
Fonte Agência Saúde- Ascom/MS 03/05/2013 ás 9h

Compartilhe

HGV tem mais R$ 6,6 mi para ampliar atendimento