Hemobrás prospecta parcerias com fábrica de hemoderivados argentina

Fonte Hemobrás 28/03/2013 às 9h

 


Uma comitiva da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) cumpre agenda na Argentina, nesta semana, com o objetivo de prospectar futuras parcerias no segmento de hemoderivados. O país vizinho possui atualmente a planta industrial com a maior capacidade de produção e comercialização destes medicamentos na América Latina – o Laboratório de Hemoderivados da Universidade Nacional de Córdoba (UNC-Hemoderivados), que ficará atrás apenas do empreendimento brasileiro, cujas obras em Goiana (PE) estão previstas para serem concluídas em 2014. Além de visitar a unidade, o grupo também participará de reuniões com autoridades do Ministério da Saúde, em Buenos Aires, e visitará um hemocentro portenho.

“Esta é uma oportunidade não só para estreitar relacionamentos entre os países, mas principalmente para explorar possibilidades de cooperação técnica entre as unidades fabris”, afirma o presidente da Hemobrás, Romulo Maciel Filho. A Argentina é pioneira latino-americana em produção de hemoderivados. “Além disso, o UNC-Hemoderivados, instituição pública criada em 1963, possui expertise em convênios de intercâmbio com o Chile e o Uruguai, semelhantes a uma das etapas da transferência de tecnologia que estamos desenvolvendo com a França”, ressalta Maciel Filho, referindo-se ao envio de plasma para ser processado no exterior e posterior retorno como medicamentos produzidos com sua própria matéria-prima.

A programação teve início nesta segunda-feira (25/3), onde acontecerão reuniões no Ministério da Saúde com a presença do Subsecretário de Saúde (onde está vinculada a Coordenação do Programa Nacional de Sangue), Andrés Leibovich, e da coordenadora do Plano Nacional de Sangue, Mabel Maschio; além de membros da Organização Pan Americana da Saúde (Opas) do Brasil e da Argentina. No mesmo dia, o grupo da Hemobrás (que além de Maciel Filho, é formado pelo diretor de Produtos Estratégicos e Inovação, Luiz Amorim; e pelos gerentes de Planejamento e Projetos, José Gaspar Novelli, e de Engenharia e Automação, Marcelo Carrilho) conhecerá o Centro Regional de Hemoterapia de Buenos Aires.

Na terça-feira (26/3), ocorrereu a visita ao UNC-Hemoderivados, onde a comitiva brasileira será recepcionada pela diretora executiva, Catalina Massa. Na ocasião, também serão discutidos temas de interesse comum a ambas as instituições. Líder no mercado regional, o UNC-Hemoderivados processa até 100 mil litros de plasma por ano e seus produtos são distribuídos a vários países sul-americanos. A fábrica da Hemobrás terá capacidade de processar até 500 mil litros de plasma por ano em medicamentos, que serão destinados aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade fabril da estatal, vinculada ao Ministério da Saúde, está sendo erguida em Goiana, Pernambuco, e a previsão é que seja concluída em 2014.

A agenda de relacionamento com a Argentina partiu de uma demanda da Hemobrás, e a articulação contou inicialmente com a mediação da Assessoria Internacional de Saúde do Ministério da Saúde brasileiro.
Hemobrás
Fonte Hemobrás 28/03/2013 ás 9h

Compartilhe

Hemobrás prospecta parcerias com fábrica de hemoderivados argentina