Grupo avalia como implantar nova técnica de combate à dengue em Manaus

Fonte Ascom do Inpa 17/05/2013 às 9h
Pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) farão parte de um grupo de trabalho que analisará como implementar, em Manaus, uma pesquisa que usa a bactéria Wolbachia como bloqueio natural de transmissão do vírus da dengue através do Aedes aegypti.

 

Representantes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Amazonas também farão parte do grupo de pesquisa. O estudo, apresentado no fim da tarde desta quarta-feira (15) na sede do Inpa, começou a ser realizado na Austrália e foi trazido ao Brasil pelo pesquisador da Fiocruz de Belo Horizonte Luciano Moreira.

Ele explica que a técnica é capaz de inibir a transmissão do vírus. “Com a bactéria, o vírus não consegue se desenvolver dentro do mosquito a ponto que ele vá picar uma pessoa e transmitir a doença. Ela imuniza o mosquito, digamos assim”.

Sem riscos

Moreira acrescenta que a técnica é segura, pois a bactéria usada está presente em 70% dos insetos do mundo e não oferece risco à saúde humana. O método já está em estudo na Austrália, Vietnã, Indonésia, China e no Rio de Janeiro. “Estamos começando pelo Rio. Acreditamos que será eficaz e, dando certo, pode ser implementado em outras regiões”.

De acordo com o entomólogo e pesquisador do Inpa Wanderli Tadei, haverá um planejamento para a análise e possível implantação do projeto em Manaus. “Todas as etapas para a implementação serão cumpridas. Essa pesquisa será muito boa para Manaus, pois esse controle é inédito”.

 

 

Ascom do Inpa
Fonte Ascom do Inpa 17/05/2013 ás 9h

Compartilhe

Grupo avalia como implantar nova técnica de combate à dengue em Manaus