Governo reduz juros de linhas de crédito do BNDES para bens de capital

Fonte Agência Brasil 21/05/2012 às 19h
 O governo reduziu os juros das linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a aquisição de bens de capital – máquinas e equipamentos destinados à produção – e para a exportação por grandes empresas, anunciou há pouco o ministro da Fazenda, Guido Mantega. A medida beneficiará as linhas do Programa de Sustentação do Investimento (PSI).

Os juros para a aquisição de máquinas e equipamentos por grandes empresas foram reduzidos de 7,3% ao ano para 5,5% ao ano. Com a medida, as grandes empresas pagarão as mesmas taxas que as pequenas e médias empresas no financiamento de bens de capital.

As taxas para a aquisição de ônibus e caminhões por empresas, por meio do PSI, passaram de 7,7% ao ano para 5,5% ao ano. Esse programa financia até 90% do valor do bem por 120 meses. Os juros para as linhas de crédito para o pré-embarque por grandes empresas foram reduzidos de 9% para 8% ao ano.

Os juros do programa Pró-Engenharia, linha do BNDES que financia os projetos de engenharia de empresas instaladas no Brasil, caíram de 6,5% para 5,5% ao ano. De acordo com Mantega, o custo para o Tesouro Nacional subsidiar os juros mais baixos será R$ 619 milhões.

Segundo Mantega, as medidas têm como objetivo reduzir o custo do investimento e estimular a economia brasileira em meio às turbulências externas. “Essa é mais uma medida para garantir a continuação do crescimento econômico em momentos de crise da economia internacional”, declarou.

As reduções de juros valerão até 31 de agosto. O governo também aumentou, de 96 para 120 meses, o prazo dos financiamentos do Programa Pró-Caminhoneiro, linha do BNDES que financia a compra de caminhões pelos próprios motoristas. Os juros dessa linha foram mantidos em 5,5% ao ano.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 21/05/2012 ás 19h

Compartilhe

Governo reduz juros de linhas de crédito do BNDES para bens de capital