Governo recebe invasores e aceita discutir reivindicações dos trabalhadores rurais

Fonte Agência Brasil 23/05/2012 às 15h
Acabou a reunião entre os representantes dos trabalhadores rurais que invadiram o Ministério da Fazenda, no início da manhã, e o secretário executivo do ministério, Nelson Barbosa. Os manifestantes deixaram o prédio após serem recebidos pelos representantes do governo.

De acordo com o coordenador da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), em Mato Grosso do Sul, Paulo César Farias, o governo propôs a criação de um grupo de trabalho para discutir, a cada 60 ou 90 dias, as reivindicações econômicas de interesse dos agricultores. A primeira reunião foi marcada para amanhã (23).

Os trabalhadores rurais pedem, entre outras reivindicações, mais recursos para a reforma agrária, melhoria para os assentados e assistência técnica para melhorar a produção. “Não queremos só política de renda porque temos potencial produtivo", disse à Agência Brasil a coordenadora-geral da federação, Elisângela Araújo, ao deixar a reunião.

Ela criticou a decisão do governo de privilegiar um setor da economia com medidas de estímulo, se referindo à indústria automobilística e de bens de capital, beneficiados por um pacote de redução de impostos e ampliação da oferta de crédito. “Nosso setor também é importante para a economia brasileira, nós produzimos alimentos e também podemos acabar com a miséria no país.”

Com a saída dos trabalhadores rurais, que estavam no interior do prédio desde as 6h, os funcionários do ministério foram liberados para entrar no prédio por volta das 11h. A Polícia Militar do Distrito Federal informou que a invasão contou com, no máximo, 150 manifestantes.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 23/05/2012 ás 15h

Compartilhe

Governo recebe invasores e aceita discutir reivindicações dos trabalhadores rurais