Governo do Equador chega a acordo com indígenas por Lei de Águas

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
Representantes indígenas chegaram a um acordo com o governo do Equador, do presidente Rafael Correa, pondo fim aos protestos contra a Lei de Águas, que está sendo analisada na Assembleia Nacional (Congresso).

Membros da Confederação Nacional de Indígenas do Equador (Conaie) se reuniram ontem por cerca de quatro horas com Correa, no Palácio de Governo, em Quito.

Nos diálogos, ficaram acordados seis pontos, entre eles o que determina que o governo equatoriano avaliará uma nova versão do projeto de lei, redigida pelos indígenas, assim como um outro formato para a Lei de Mineração.

Os nativos aceitaram também que sejam realizadas investigações para saber se uma rádio controlada por indígenas da etnia Shuar incentivou os manifestantes a utilizarem armas de fogo em protestos na região da Amazônia equatoriana, iniciados há cerca de uma semana.

As manifestações foram realizadas contra a possível aprovação da Lei de Águas, uma vez que os nativos acreditam que certos artigos da nova norma poderão levar à privatização, já que estabelecem que águas retidas serão de propriedade dos donos das terras onde elas se encontram.

Em protesto, os indígenas bloquearam algumas vias das províncias andinas como Pichincha, Imbabura, Chimborazo, Cañar e Azuay, e na última quarta-feira um professor de etnia Shuar morreu em conflito com a polícia.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Governo do Equador chega a acordo com indígenas por Lei de Águas