Governo da França anuncia que vai cortar 30% dos salários dos novos ministros

Fonte Agência Brasil 17/05/2012 às 12h
 O novo primeiro-ministro da França, Jean-Marc Ayrault, disse que vai cortar em 30% o salário dos 34 ministros. A decisão foi tomada como parte do plano de austeridade fiscal já em curso em outros países europeus,que visa a reduzir os gastos públicos e a retomar o crescimento da economia.

Segundo Ayrault, a proposta será encaminhada ao Conselho de Ministros, na primeira reunião no Palácio do Eliseu (cujo nome em francês é Champs-Élysée), com o presidente da França, François Hollande. O corte de salários foi tema de campanha de Hollande.

A nova equipe ministerial do governo da França é composta por 17 homens e 17 mulheres. Na lista estão o ex-primeiro-ministro Laurent Fabius, que ocupará a pasta das Relações Exteriores, e o ex-ministro para Assuntos Europeus Pierre Moscovici, que será o titular do Ministério da Economia.

Paralelamente, Hollande se prepara para participar das primeiras cúpulas internacionais como presidente eleito. Ele viaja para os Estados Unidos, onde participa das reuniões do G8 (grupo integrado pelos Estados Unidos, pelo Japão, a Alemanha, o Reino Unido, a França, Itália, o Canadá e a Rússia), nos dias 18 e 19, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) – sobre a retirada das tropas do Afeganistão até o fim de 2014.

Eleito no dia 6 de maio com 51,6% dos votos, Hollande tornou-se o sétimo presidente da 5ª República e permanecerá cinco anos no cargo, podendo concorrer à reeleição. Ele é o primeiro socialista a chegar à Presidência, depois de 17 anos da direita no poder.

*Com informações da BBC Brasil

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 17/05/2012 ás 12h

Compartilhe

Governo da França anuncia que vai cortar 30% dos salários dos novos ministros