Governo admite mudar MP dos Portos para evitar paralisação de trabalhadores

Fonte Agência Brasil 20/03/2013 às 20h

Brasília – O ministro-chefe da Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP), Leônidas Cristino, disse hoje (20) que o governo admite mudar pontos da Medida Provisória 595/2012, a MP dos Portos, para chegar a um consenso com os trabalhadores do setor. A questão será decidida amanhã (21) em uma reunião entre representantes das centrais sindicais, dos parlamentares e do governo para tentar evitar a paralisação do setor, marcada para o dia 25 de março.

“Se não houver uma modificação substanciosa na essência da medida provisória, nós estamos abertos. Isso estamos conversamos há muito tempo. Vamos buscar o ponto que seja razoável para que a essência da MP seja preservada: maior capacidade com menor custo”, disse o ministro, após audiência pública da comissão mista que analisa a MP.

O ministro não quis adiantar quais as mudanças serão feitas na proposta do governo, mas garantiu que todos os pontos que os trabalhadores apresentaram para o governo estão sendo analisados. Entre as reivindicações dos trabalhadores estão a não privatização dos portos, a obrigatoriedade de contratação de trabalhadores avulsos por meio do Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) e a manutenção da atual guarda portuária.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 20/03/2013 ás 20h

Compartilhe

Governo admite mudar MP dos Portos para evitar paralisação de trabalhadores