Gestor anuncia realização do I Fórum Nacional de Política Esportiva Indígena

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 28/05/2013 às 20h


Criada em 23 de setembro de 2012, pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, com a finalidade de inovar os Jogos dos Povos Indígenas e de criar mecanismos de acessibilidade do Ministério do Esporte junto a esse público, a Coordenação-Geral de Políticas Esportivas Indígenas está sob o comando de Rivelino Macuxi. Vinculada à Secretaria Nacional de Esporte, Educação e Inclusão Social (Snelis) a proposta da coordenação é criar novas ações que contemplem o esporte tradicional e o lazer junto aos povos indígenas do Brasil.

“A ideia é perpetuar a tradição do esporte e da cultura indígena abrindo, por meio de debate, um espaço para a profissionalização do esporte indígena”, informa Rivelino Macuxi. O gestor anuncia a realização do I Fórum Nacional de Política Esportiva Indígena e destaca a importância da iniciativa. “Por meio do fórum extrairemos da base e colocaremos no papel e em prática os anseios da população indígena no que se refere as suas manifestações culturais esportivas.

O I Fórum Nacional de Política Esportiva Indígena acontecerá em Brasília e está previsto para o final do primeiro semestre desse ano. O evento contará com a participação de 200 indígenas sendo 150 representantes das etnias brasileiras, 50 pesquisadores universitários dos esportes tradicional indígena e ocidental, além de duas lideranças venezuelanas.

O fórum contará com quatro eixos temáticos para debates. São eles: regionalização dos Jogos os Povos Indígenas; Discussão de uma proposta de ampliação dos programas Esporte e Lazer da Cidade (Pelc) e Segundo Tempo (PST) junto ás comunidades tradicionais; Abertura dos esportes de alto rendimento para o público indígena com potencial esportivo, inclusive, com posterior adesão ao Programa Bolsa-Atleta; Criação de um programa específico.

“Caso seja identificada a necessidade de criação de outros temas serão adotadas providências para que nosso trabalho seja realizado de forma transparente, com fácil entendimento, sem a manipulação de resultados, contemplando a realidade dos povos”, informa Macuxi.

O gestor acrescenta que “somente por meio de ampla discussão com representantes de várias etnias indígenas e diferentes vivências sociais, papéis socioculturais que exercem em suas comunidades, idades e gêneros, será possível identificar a realidade e relação indígenas”. O conteúdo avaliado e os resultados serão divulgados em um documento final, que norteie a política do esporte e do lazer dos povos indígenas, o qual será apresentado ao ministro Aldo Rebelo.

Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 28/05/2013 ás 20h

Compartilhe

Gestor anuncia realização do I Fórum Nacional de Política Esportiva Indígena