Gargalos no setor de transporte podem atrapalhar vinda de fieis para a Jornada da Juventude

Fonte Agência Brasil 13/03/2013 às 19h

Rio de Janeiro- O arcebispo da cidade do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, disse hoje (13) que gargalos do setor de transporte podem atrapalhar as viagens de fieis ao Brasil para conhecer o papa Francisco. A vinda do novo representante da Igreja Católica está prevista para julho, durante a Jornada Mundial da Juventude.

De acordo com dom Orani, o evento no Rio deve ser uma das primeiras viagens do papa eleito e representa a chance de os fieis conhecerem de perto o ex-cardeal e arcebispo de Bueno Aires, Jorge Mario Bergoglio, principalmente, fieis argentinos, conterrâneos do papa, e demais católicos da América Latina.

"Creio que qualquer que fosse o eleito, haveria uma curiosidade para conhecê-lo durante a jornada, que será uma das primeiras viagem do papa fora de Roma. Sendo latino-americano, atrai o deslocamento de fieis para o Rio de Janeiro, mesmo que não haja mais voos ou ônibus, existem outras maneiras", disse.

Durante a coletiva de imprensa para saudar o papa Francisco, o arcebispo disse que clérigos têm reclamado da dificuldade de encontrar passagens aéreas e ônibus para chegar ao Rio. A explicação segundo ele, é a restrição do número de voos e de ônibus que "representarão dificuldade de logística e de locomoção".

"Isso exigirá da prefeitura, do governo do estado e do governo federal, nas fronteiras, um trabalho de logística para receber a todos, acolher com alegria e ser o palco onde encontraremos aquele que veio falar ao mundo do Brasil", completou.

A arquidiocese disse que os "gargalos de logística" prejudicam fieis e clérigos da América Latina, principalmente, mas também da Europa.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 13/03/2013 ás 19h

Compartilhe

Gargalos no setor de transporte podem atrapalhar vinda de fieis para a Jornada da Juventude