Fuzileiros navais italianos chegam à Índia

Fonte Ansa flash 23/03/2013 às 10h

Os militares foram presos em fevereiro do ano passado pelas autoridades indianas, mas obtiveram uma licença para voltar para a Itália em ocasião das eleições gerais

NOVA DHÉLI, 22 MAR (ANSA) - Os dois fuzileiros navais italianos acusados pelo homicídio de dois pescadores na Índia, Massimiliano Latorre e Salvatore Girone, chegaram a Nova Dhéli hoje, após a Itália permitir sua volta.

Os dois militares chegaram ao aeroporto da capital indiana em um voo especial, no qual também estava o sub-secretário de Relações Exteriores da Itália,Staffan de Mistura. Eles encontraram o embaixador italiano na Índia, Daniele Mancini, que os acompanhou até a embaixada do país, onde foi organizada uma coletiva de imprensa.

O ministro indiano de Relações Exteriores, Salman Khurshid, informou hoje ao Parlamento indiano sobre a decisão da Itália de permitir a volta dos dois fuzileiros navais.

"A Itália aceitou a volta dos dois fuzileiros após nossas garantias que eles não correriam nenhum risco de prisão e que o processo deles não fazia parte dos raríssimos casos em que é prevista a aplicação da pena de morte", declarou Kurshid ao parlamento.

Os dois fuzileiros navais foram presos em fevereiro do ano passado pelas autoridades indianas, mas obtiveram uma licença para voltar para a Itália em ocasião das eleições gerais de 24 e 25 de fevereiro. Nos primeiros dias de março, o governo italiano informou que os dois militares não retornariam à Índia após o fim da licença, por causa das demoras do processo judicial. A Índia reagiu revogando a imunidade diplomática do embaixador italiano e ameaçando prendê-lo.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 23/03/2013 ás 10h

Compartilhe

Fuzileiros navais italianos chegam à Índia