Funarte realiza oficina "A Arte de se preservar a memória do teatro". Inscrições gratuitas

Fonte FUNARTE 17/04/2013 às 9h

 

Nas aulas, Sílvio Pozatto compartilha sua experiência como fotógrafo de teatro e ator

Oficina teatro abril 2013_Silvio Pozatto. Foto Claudia Reis
Silvio Pozatto. Foto: Cláudia Reis

Ainda há vagas para a oficina A Arte de se preservar a memória do teatro, que a Funarte realiza, gratuitamente, às terças e quintas-feiras – dias 18, 23, 25 e 30 de abril, das 10h, às 15h, no Teatro Glauce Rocha – Centro do Rio de Janeiro. O ministrante é Silvio Pozatto, que, nesta atividade, vai compartilhar sua experiência e técnicas como fotógrafo de teatro e ator.

Conhecido profissional de teatro, tv e cinema, na área da fotografia, Sílvio trabalhou principalmente em teatro, de 1983 a 2007. Naquele período, registrou cerca de 600 espetáculos, tanto em imagens de cena, quanto de leituras, ensaios, portraits e camarins. Realizou três exposições individuais e seis coletivas.

A ação faz parte do Programa de Oficinas de Capacitação em Artes Cênicas da Fundação Nacional de Artes – Funarte.

As inscrições podem ser realizadas através do e-mail spozatto@terra.com.br.

Sílvio Pozatto é formado pela Casa das Artes de Laranjeiras (CAL), onde foi aluno de Alcione Araújo, Yan Michalski, Sérgio Britto, João das Neves, Glorinha Beautenmuller, Luís de Lima e Marco Antonio Palmeira, entre outros. Já trabalhou em 13 espetáculos teatrais, de 1983 a 2010, dramáticos e cômicos, tanto de teatro adulto como de infantil, dos quais se pode destacar O Interrogatório, de Peter Weiss, dirigido por Eduardo Wotzik, apresentado no Rio e em São Paulo, em 2009 e 2010. Atuou em montagens de autores como Shakespeare, Moliére, Tchekhov, entre outros.

O ator participou de Dejeneur du matin, filme com direção de Paula Trabulsi, criado a partir do poema de Jacques Prévert. A obra foi premiada com medalha de ouro no Festival de Curtas, em Nova York, em 1993. Além disso, o artista atuou em mais de 20 produções de cinema e vídeo, de 1987 a 2010, entre longas, médias e curtas metragens, comerciais (mais de 30 campanhas nacionais e de outros países), vídeos institucionais, telecursos, vídeo-clipes e telefilmes. Foi dirigido por Tizuka Yamasaki, Domingos Oliveira, Oswaldo Caldeira, Sandra Werneck e Sylvio Autuori, entre outros. Na TV, desde 1985, fez mais de 50 participações em 27 produções, entre novelas, seriados, minisséries e programas diversos, tais como: Roque Santeiro, Pantanal, A E I O Urca, Pátria minha, Páginas da Vida, Pé na jaca, Amazônia, Sete pecados, Caminho das Índias, Tititi, Fina Estampa e, finalmente, em 2012, Cheias de Charme, entre outras.

Atualmente, Sílvio Pozatto é também colunista do site www.teledossie.com.br, que discute todas as variações da teledramaturgia, com ênfase na produção brasileira.

Oficina A Arte de se preservar a memória do teatro

Inscrições gratuitas

dias 18, 23, 25 e 30 de abril de 2013 – terças e quintas-feirasDas 10h às 15hTeatro Glauce Rocha
Av. Rio Branco, nº 179 – Centro – Rio de Janeiro (RJ)

Informações e inscrições: spozatto@terra.com.br

Informações sobre o Programa de Oficinas de Capacitação em Artes Cênicas
Coordenação de Teatro/Centro de Artes Cênicas - teatro@funarte.gov.br

FUNARTE
Fonte FUNARTE 17/04/2013 ás 9h

Compartilhe

Funarte realiza oficina "A Arte de se preservar a memória do teatro". Inscrições gratuitas