Formalização de emprego e aumento da renda faz brasileiro ter menos medo do desemprego

Fonte Agência Brasil 05/04/2013 às 15h

 

Brasília – Os brasileiros têm menos medo de perder o emprego hoje do que tinham no ano passado. O levantamento Termômetros da Sociedade Brasileira, divulgado hoje (5) pela Confederação Nacional da Indústria mostra que o Índice de Medo do Desemprego (IMD) foi de 69 pontos, queda de 6,1% na comparação com o mesmo período de 2012. Na comparação com o dezembro de 2012, quando foi feita a última análise, a queda foi de 7,4%.

O levantamento também avalia a satisfação do brasileiro com a vida. O Índice de Satisfação com a Vida (ISV), apresentou recuo de 0,8% em relação a dezembro do ano passado, atingindo 104,8 pontos.

Para essa pesquisa, a CNI usa como parâmetro o ano de 2003, quando os índices foram fixados em 100 pontos. A partir daí, o medo do desemprego e a satisfação com a vida são medidos de acordo com a variação em relação a esse ano. Os dois índices do levantamento não têm relação direta, necessariamente, apesar de indicarem tendências relacionadas. A pesquisa é uma mensuração momentânea, feita por meio de perguntas diretas.

"A percepção das pessoas reflete o que está ocorrendo no mercado de trabalho. O emprego formal e a renda dos trabalhadores continuam crescendo", disse em, nota, o economista da CNI Marcelo Azevedo.

As regiões Norte e Centro-Oeste foram as que registraram opiniões mais otimistas em relação ao mercado e trabalho, com redução de 15,6% do IMD. Os trabalhadores com nível superior de ensino e que moram nas capitais também estão entre os mais otimistas. A faixa etária mais insegura em relação aos postos de trabalho foi a de jovens entre 16 e 24 anos, com índice de 71,8 pontos – 2,9 pontos a mais do que a média. As mulheres, de acordo com o levantamento, têm menos medo do desemprego e são mais satisfeitas com a vida, do que os homens.

A melhora do índice relacionado ao desemprego era esperada pela CNI desde o final do ano passado, quando apostaram que o desempenho da indústria seria melhor em 2013 do que em 2012, aumentando a geração de emprego e a formalização dos postos de trabalho.

A pesquisa Termômetros da Sociedade Brasileira entrevistou cerca de 2 mil pessoas, em 143 municípios brasileiros de todos os estados da Federação na primeira quinzena de março.

 

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 05/04/2013 ás 15h

Compartilhe

Formalização de emprego e aumento da renda faz brasileiro ter menos medo do desemprego