FINEP altera forma de remuneração dos agentes financeiros do INOVACRED

Fonte FINEP 01/03/2013 às 9h

A FINEP promoveu uma alteração na forma de remuneração dos agentes financeiros do INOVACRED. Agora, ela passa para 3% ao ano do saldo devedor das empresas financiadas Criado no final de 2012, o programa é mais uma aposta na descentralização de financiamentos para micro, pequenas e médias empresas.

A ideia é buscar alcance de recursos, aumentar as operações via crédito reembolsável, otimizar os custos operacionais e atuar com mais foco nas realidades regionais do país. Os valores de cada proposta poderão variar de R$ 150 mil a R$ 2 milhões.

"Vamos descentralizar não só a subvenção, como também os empréstimos. Os parceiros estaduais irão conferir mais capilaridade à nossa atuação", afirma Glauco Arbix, presidente da FINEP.

Cada agente terá recursos disponibilizados no valor de até R$ 30 milhões para o financiamento de empresas com receita operacional bruta de até R$ 90 milhões. Em cinco anos, o programa espera financiar cerca de duas mil companhias.

Na semana passada, foi anunciado o primeiro agente financeiro a ter seu credenciamento aprovado no INOVACRED – O BADESUL Desenvolvimento – Agência de Fomento/RS – , que contará com R$ 30 milhões para apoio à inovação no Rio Grande do Sul. Segundo Rodrigo Coelho, chefe do Departamento de Chefe do Departamento de Operações Descentralizadas Reembolsáveis da FINEP, “há a expectativa de serem credenciados dez agentes em 2013”.

FINEP
Fonte FINEP 01/03/2013 ás 9h

Compartilhe

FINEP altera forma de remuneração dos agentes financeiros do INOVACRED