FIFA e governo elogiam Mineirão por cumprimento de prazos e agenda de testes

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 07/03/2013 às 8h


Com as obras entregues em 21 de dezembro de 2012 e três jogos já realizados desde então, o Mineirão foi elogiado pelo secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke. O dirigente visitou o estádio em Belo Horizonte nesta quarta-feira (06.03), ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do secretário extraordinário para a Copa do Mundo em Minas Gerais, Tiago Lacerda, e de Ronaldo Nazário, integrante do Conselho de Administração do Comitê Organizador Local da Copa (COL).

“Precisamos de tempo para corrigir o que não está certo em um estádio”, explicou Valcke, acrescentando que os problemas ocorridos durante o jogo de inauguração do Mineirão, no clássico em que o Cruzeiro venceu o Atlético por 2 x 1, em 3 de fevereiro, foram normais. “A FIFA viu de maneira positiva o que ocorreu no primeiro jogo, pois temos tempo para corrigir tudo até a Copa das Confederações”, disse o secretário-geral da entidade. Após a partida válida pelo Campeonato Mineiro, torcedores reclamaram da falta de água, de infraestrutura e de problemas com o estacionamento.

O cumprimento de prazos e as obras de mobilidade e nos aeroportos foram destacados pelo ministro do Esporte. Aldo Rebelo ressaltou a integração entre o governo de Minas e a prefeitura de Belo Horizonte e afirmou que o torcedor mineiro agora conta com uma estrutura que dá garantia de conforto e segurança. “Belo Horizonte mantém o calendário de entrega das obras de mobilidade urbana, inclusive com a ampliação da capacidade de passageiros do Aeroporto de Confins, que hoje é de 13 milhões por ano e vai passar para 17 milhões em 2014”, disse o ministro.



Depois de cobrar pênaltis e de fazer papel de goleiro, Valcke falou sobre o cronograma de eventos no estádio. “A programação do Mineirão é a certa. O número de eventos previstos é o que pedimos”, disse, lembrando que o amistoso entre a Seleção Brasileira e o Chile, marcado para 24 de abril, será um evento-teste oficial da FIFA para a Copa das Confederações.

A capital mineira receberá três confrontos válidos pelo torneio: Taiti x Nigéria, em 17 de junho, Japão x México, em 22 de junho, e uma das semifinais, que poderá ter o Brasil em campo caso a Seleção se classifique em primeiro lugar do grupo A. Na Copa do Mundo, serão seis jogos em Belo Horizonte, incluindo uma partida pelas oitavas de final e uma semifinal.

Obras e ingressos
O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, reforçou que há muito trabalho a ser feito até o início de junho. “São dezenas de projetos em andamento. Duas obras serão concluídas em maio e as outras, até dezembro”, afirmou.
Durante o evento, quatro operários receberam da FIFA ingressos simbólicos para assistir a uma partida da Copa do Mundo da FIFA 2014. A entidade vai entregar um par de entradas para o Mundial de 2014 a todos os trabalhadores que atuaram na construção e reforma das arenas das 12 cidades.

Desenvolvimento social
Jérôme Valcke também anunciou que o Fórum Football for Hope 2013 será realizado em Belo Horizonte, entre 26 e 29 de junho, durante a Copa das Confederações. O objetivo do evento é discutir a contribuição do futebol com o desenvolvimento social. A programação inclui palestras, painéis de discussão e workshops de temas como prevenção da violência, benefícios trazidos por programas de futebol após a escola, o combate ao desemprego na juventude e a abertura de oportunidades para mulheres.
O Football for Hope foi iniciado pela FIFA em 2005 e já beneficiou mais de 250 iniciativas em 60 países. No Brasil, o programa apoia cinco projetos, em Curicica (RJ), São Luís (MA), Santana de Parnaíba (SP), Porto Alegre (RS) e Salvador (BA).

Fenômeno
Conhecido em todo o planeta, o pentacampeão Ronaldo Nazário repassou, na visita, o início da carreira, com a camisa do Cruzeiro, quando começou a brilhar no gramado do antigo Mineirão. “É com honra e alegria que volto e encontro o estádio lindo, que me traz muitas lembranças”, disse. “Espero voltar nos jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo para acompanhar o espetáculo”, completou.

O Fenômeno mostrou otimismo em relação à Seleção. “Jogar com a torcida a favor pode ser uma motivação extra para jogadores e comissão técnica. Espero que possamos vencer a Copa das Confederações, mas principalmente a Copa do Mundo, que é o que todo brasileiro quer”.

Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 07/03/2013 ás 8h

Compartilhe

FIFA e governo elogiam Mineirão por cumprimento de prazos e agenda de testes