Febraban acredita na redução do spread bancário e expansão do crédito com medidas do governo

Fonte Agência Brasil 22/05/2012 às 17h
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) disse hoje (22), em nota, que as medidas anunciadas ontem (21) pelo governo de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de automóveis e do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nas operações de operação de crédito à pessoa física vão contribuir para a redução do spread bancário – diferença entre o custo dos bancos para captar recursos no mercado financeiro e as taxas cobradas dos clientes em empréstimos e financiamentos.

A entidade também acredita que aumentará o crédito no país. “Essas medidas contribuirão para acelerar o crescimento, para a expansão do crédito a taxas maiores que o crescimento do PIB [Produto Interno Bruto] e para a continuada redução do spread bancário e do custo das operações de crédito”.

A Febraban disse apoiar as medidas. “As medidas são abrangentes, integradas e importantes, envolvendo estímulos ao consumo, ao investimento e ao crédito através da redução da carga tributária, dos depósitos compulsórios e de taxas de juros para aquisição de bens de capital”.

Para veículos de até mil cilindradas, o IPI será reduzido em 7 pontos percentuais. Os veículos entre 1.000 e 2.000 cilindradas, movidos a álcool ou flex, terão imposto reduzido em 5,5 pontos. Para o mesmo tipo de automóvel movido à gasolina, a redução corresponderá a 6,5 pontos. Os utilitários e veículos comerciais terão o imposto reduzido em 3 pontos percentuais.

O IOF cairá de 2,5% para 1,5% ao ano para todos os tipos de operação de crédito à pessoa física.


Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 22/05/2012 ás 17h

Compartilhe

Febraban acredita na redução do spread bancário e expansão do crédito com medidas do governo