FBI e CIA foram advertidos por russos sobre ameaças de principal envolvido no ataque em Boston

Fonte Agência Brasil* 25/04/2013 às 9h

Brasília – Autoridades norte-americanas informaram que o FBI, a Polícia Federal dos Estados Unidos, e a CIA, a agência de inteligência do país, receberam um alerta sobre o comportamento suspeito de Tamerlan Tsarnavev, 26 anos, um dos acusados pelo atentado à Maratona de Boston na semana passada e morto durante tiroteio com a polícia. O alerta foi dado, em setembro de 2011, cerca de um ano antes do ataque duplo, ocorrido no último dia 15, durante maratona. Os órgãos, entretanto, não levaram as investigações adiante.

Pelas informações preliminares, as autoridades russas disseram que o estudante de origem chechena era observado como um radical islâmico com planos de ataques no território russo.

Como o FBI não conseguiu encontrar provas de ameaças nos Estados Unidos, as investigações sobre Tsarnaev foram encerradas. Assim como o FBI, a CIA tinha o nome de Tsarnaev na sua lista de observação. Porém, segundo integrantes da polícia, algumas informações transmitidas pelos russos estavam incorretas.

O ataque durante a maratona, usando duas bombas aparentemente de fabricação caseira, matou três pessoas, inclusive uma criança, e feriu cerca de 200. O irmão mais novo de Tamerlan Tsarnaev, Dzhokhar, 19 anos, também suspeito do atentado, foi capturado e está hospitalizado em Boston.

*Com informações da BBC Brasil e da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 25/04/2013 ás 9h

Compartilhe

FBI e CIA foram advertidos por russos sobre ameaças de principal envolvido no ataque em Boston