FAPESP assina memorando de entendimento com a Keele University

Fonte Agência FAPESP 06/03/2013 às 9h

FAPESP assina memorando de entendimento com a Keele University

 A FAPESP assinou um memorando de entendimento com a Keele University, do Reino Unido, dando o primeiro passo para a formalização de um acordo de cooperação entre as duas instituições.

O objetivo é permitir que pesquisadores das instituilções de ensino superior no Estado de São Paulo realizem pesquisas conjuntas com seus pares na universidade britânica, localizada na cidade inglesa de Staffordshire.

O memorando visa à colaboração entre pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, como ciências sociais, biologia, química e saúde, em especial na área de medicina tropical, identificando oportunidades e promovendo a cooperação entre comunidades de pesquisa de São Paulo com pesquisadores da Keele University.

Para o reitor da Keele University, Nick Foskett, a parceria institucional ocorre no momento em que se consolidam os acordos internacionais que a universidade vem fazendo com instituições de fomento, ensino e pesquisa de diversos países, intensificados nos últimos cinco anos.

“Buscamos novas parcerias no mundo e a proximidade que outras instituições britânicas já mantêm com a FAPESP ajudaram a nossa aproximação. Espero que essa proximidade aumente nos próximos anos, bem como nossas pesquisas conjuntas com as universidades do Estado de São Paulo”, disse em cerimônia na sede da FAPESP, em 26 de fevereiro.

Foskett lembrou que na última década a atuação dos Conselhos de Pesquisa do Reino Unido foi fundamental para a internacionalização das universidades britânicas.

De acordo com Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP, o memorando reflete a importância para a Fundação de apoiar pesquisas em temas que apresentem potencial de avanço para a ciência.

“Estamos felizes com essa parceria, que representa uma oportunidade para o aprimoramento das pesquisas, como é o caso das doenças tropicais, que podem gerar pesquisas adicionais e trabalhos complementares, uma vez que a Keele University é um expoente nesta área do conhecimento”, disse.

A FAPESP mantém atualmente acordos com 11 universidades e três agências de fomento do Reino Unido. Para o presidente da Fundação, Celso Lafer, isso decorre do esforço da FAPESP em criar mecanismos para a internacionalização da pesquisa em São Paulo, por meio dos programas e dos auxílios mantidos pela Fundação.

Fundada em 1949 como University College of North Staffordshire, a Keele University, assim chamada desde 1962, é um dos principais centros ingleses de estudo nas áreas de ciências da saúde, com destaque para pesquisas na área de doenças tropicais. É nesse campo especificamente que deverão ser feitas as primeiras parcerias para o desenvolvimento conjunto de pesquisas.

Segundo Gordon Hamilton, professor de Ecologia Química em Keele, já existe atualmente colaboração entre pesquisadores da universidade com grupos nas universidades de São Paulo (USP) e Estadual Paulista (Unesp), que deverá ser intensificada a partir de agora.

“Temos uma longa história de pesquisas em biologia, ecologia e doenças tropicais, com grupos de pesquisa fortes em epidemiologia e controle de doenças em populações humanas, como malária e leishmaniose, questões que são bastante estudadas no Brasil”, disse.

Para Hamilton, o fato de esses estudos terem impacto em diferentes partes do mundo reforça a necessidade de parcerias com instituições de pesquisa brasileiras que já tenham conhecimento acumulado sobre esses temas.

Mais informações: www.fapesp.br/7533

Agência FAPESP
Fonte Agência FAPESP 06/03/2013 ás 9h

Compartilhe

FAPESP assina memorando de entendimento com a Keele University