Exposição desloca objetos do cotidiano para outros contextos

Fonte UFMG 16/08/2016 às h

Daquilo que é próprio é o título da exposição do artista e professor da Escola de Belas-Artes (EBA) Marcelo Drummond, que foi aberta na última quinta, 11, na galeria de arte contemporânea Periscópio. A mostra poderá ser visitada até 24 de setembro.

Drummond, que tem ampla experiência em artes gráficas e visuais, se apropria de objetos, padrões, ícones e signos cotidianos – religiosos, urbanos, institucionais, industriais e domésticos – e os desloca para outros contextos.

São 16 obras inéditas criadas a partir de seu domínio sobre mídias diversas e de olhar inquieto sobre um mundo em constante transformação. “Acredito que valorizamos hoje, ao contrário do que percebíamos no passado, quando o meio era determinante para a criação, um momento em que os dispositivos dão suporte para a livre experimentação artística”, afirma o artista.

Uma das obras expostas, Fluxograma, produzida em barra metálica, ramifica e incorpora a representação esquemática do diagrama convencional, difundido em empresas e indústrias com a intenção de determinar o fluxo e os resultados de processos internos. No objeto artístico, segundo o artista, coexistem organização e desordem, fluidez e estagnação, interação e inação, avanços e retrocessos temporais. “A ideia é reapresentar conceitos sobre o tempo na sociedade contemporânea e elevá-lo a uma percepção mais sensível e dilatada”, diz Drummond.

Eduardo%20Echenfels.jpgMarcelo Drummond [foto] é professor da habilitação em artes gráficas do curso de Artes Visuais da EBA e doutorando em Artes Visuais na Universidade de Barcelona. Participou de exposições diversas, com destaque para a Bienal Ibero-americana (Madri, 2013), a Bienal Brasileira de Design (Curitiba, 2010),Design brasileiro hoje: novas fronteiras (MAM-SP, 2009) e We loves books! A world tour (Grenoble, França, 2008).

A galeria Periscópio está localizada na Avenida Álvares Cabral, 534, Lourdes, e abre de segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h. A entrada é gratuita. 

(Assessoria de Comunicação da Galeria Periscópio)

UFMG
Fonte UFMG 16/08/2016 ás h

Compartilhe

Exposição desloca objetos do cotidiano para outros contextos