Ex-presidente do Panamá é internado com problemas respiratórios

Fonte Agência Brasil 10/05/2012 às 14h
 O ex-presidente do Panamá o general Manuel Antonio Noriega (1983-1989), de 78 anos, foi internado ontem (9) à noite por complicações respiratórias decorrentes de uma bronquite. Segundo os médicos, a situação se agrava devido à sua idade. Noriega cumpre pena por vários crimes, inclusive violações de direitos humanos. No ano passado, ele foi extraditado da França, onde vivia, para o Panamá.

Desde dezembro de 2011, quando voltou ao Panamá, a defesa de Noriega tenta obter autorização na Justiça para que ele cumpra prisão domiciliar. A decisão final ainda não saiu. Paralelamente, os médicos que cuidam do ex-presidente informam que ele está sendo tratado com antibióticos fortes para evitar o agravamento do estado de saúde.

Por 22 anos, Noriega ficou preso em penitenciárias dos Estados Unidos e da França. Na França, foi condenado por lavar dinheiro do narcotráfico, no montante de 2,3 milhões de euros. No fim do ano passado, a Justiça da França rejeitou o terceiro pedido do Panamá para a extradição de Noriega pela morte do sindicalista Heliodoro Portugal.

A França, porém, tinha aprovado o primeiro pedido de extradição apresentado pelo Panamá - por assassinato, em 1985, do opositor ao regime Hugo Spadafora. No fim de dezembro de 2011, ele foi extraditado para o Panamá, depois de um longo processo de negociações.

Preso nos Estados Unidos de 1990 a 2010, Noriega foi extraditado para Paris em 2010. Ele governou o Panamá no período de 1983 a 1989. O atual governo panamenho exigiu a extradição do ex-presidente para que ele cumpra pena por vários crimes, inclusive pelo desaparecimento de opositores, como Spadafora, encontrado decapitado.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 10/05/2012 ás 14h

Compartilhe

Ex-presidente do Panamá é internado com problemas respiratórios