EUA tentaram resgatar jornalista decapitado

Fonte ANSA 21/08/2014 às 10h

A missão foi realizada na Síria, mas não obteve sucesso

21 Agosto, 10:03•NOVA YORK•ZLR

(ANSA) - Os Estados Unidos conduziram recentemente uma operação para tentar libertar alguns cidadãos norte-americanos sequestrados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (também conhecido como Isis) na Síria, incluindo o jornalista que foi decapitado pelos radicais.

A informação foi revelada pelo porta-voz do Pentágono, contra-almirante John Kirby. "Infelizmente, a missão não teve sucesso. Os reféns não estavam no local da ação", disse o militar, destacando que forças aéreas e terrestres participaram da iniciativa. O repórter em questão, James Foley, foi morto pelo Isis após ter sido raptado no território sírio em novembro de 2012.

O vídeo da execução foi postado na Internet pelo grupo jihadista, como uma forma de "advertência" aos Estados Unidos por conta dos recentes bombardeios promovidos no norte do Iraque para conter o avanço dos radicais. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 21/08/2014 ás 10h

Compartilhe

EUA tentaram resgatar jornalista decapitado