Estados e municípios podem aderir ao programa Atleta na Escola até 1º de junho

Fonte Ascom - MEC 23/05/2013 às 15h

Estados e municípios podem aderir ao programa Atleta na Escola até 1º de junho

Programa Atleta na Escola irá democratizar o acesso ao esporte, identificando e incentivando jovens talentos para o esporte.

As secretarias estaduais e municipais de educação têm até o dia 1º de junho para aderir ao programa de incentivo ao esporte, Atleta na Escola. A adesão acontece por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec). As escolas particulares também podem aderir ao programa, as provas serão realizadas até o dia 9 de junho

O principal objetivo do Atleta na Escola é difundir a prática esportiva entre os estudantes brasileiros e, assim identificar jovens talentos. A iniciativa de formação esportiva escolar tem como meta a participação de cinco milhões de estudantes entre 12 e 17 anos, de 20 mil escolas.

O repasse de recursos para a realização de competições pelas escolas, municípios, estados e Distrito Federal será realizado pelo Ministério da Educação e distribuído por intermédio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), operacionalizado pelo Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE).

De acordo com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, ainda é preciso estimular algumas práticas esportivas no Brasil, como o atletismo e a corrida. “O brasileiro já demonstrou em várias modalidades o talento para o esporte. Temos criatividade, capacidade, competência, principalmente nos esportes que popularizamos. Estamos construindo a perspectiva de deixar um legado das olimpíadas nas escolas”, completou.

Até as 15h dessa quarta-feira (22), 24 estados e 3.464 municípios já haviam aderido ao programa, de acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Educação (MEC).

Lançado no início deste mês pelos ministérios da Educação, Defesa e dos Esportes, o programa Atleta na Escola visa democratizar o acesso ao esporte desde a escola, incentivar a prática esportiva, e identificar e orientar jovens talentos escolares. O programa deve servir de base para o plano Brasil Medalhas, que prevê investimento de R$ 1 bilhão em ações para que o País fique entre os dez melhores colocados nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro em 2016.

Com a finalidade de alcançar os objetivos expostos, o programa é composto por duas ações: os Jogos Escolares, competições que identificarão talentos na modalidade de atletismo; e o Núcleo de Esporte Escolar (NEE), o acolhimento dos talentos identificados nos jogos escolares.

Os jogos escolares serão divididos em quatro etapas. A primeira fase será realizada em todas as escolas que demonstrarem interesse em participar do programa, desde que precedida pela adesão de sua Secretaria de Educação, até o dia 9 de julho. A segunda, fase municipal, será realizada por municípios de 100 mil ou mais habitantes e pelos estados em cidades com menos de 100 mil habitantes, através de uma composição regional a ser definida pelo governo estadual, de 10 de junho a 31 de julho de 2013. Cada município ou região classifica 36 alunos, totalizando 14,4 mil classificados.

A fase estadual, a terceira, será realizada pelo governo estadual ou distrital, até 15 de agosto para alunos com idade entre 12 e 14 anos, e 30 de setembro, dos 15 a 17 anos. Cada unidade da federação classifica 24 alunos, totalizando 648 classificados para a etapa nacional. E por último, a fase nacional, realizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) em setembro para estudantes de 12 a 14 anos, e em novembro de 2013 para alunos de 15 a 17 anos.

Ascom - MEC
Fonte Ascom - MEC 23/05/2013 ás 15h

Compartilhe

Estados e municípios podem aderir ao programa Atleta na Escola até 1º de junho