Estação do INPE em Cuiabá comemora 40 anos

Fonte INPE 25/04/2013 às 9h

 

O Brasil foi um dos primeiros no mundo a utilizar satélites para observação da Terra, ainda em 1973 quando a estação de recepção do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) iniciou o rastreio e a obtenção dos dados do primeiro satélite de sensoriamento remoto, lançado no ano anterior pelos Estados Unidos.

A operação realizada na estação de Cuiabá (MT), que começou no dia 23 de abril de 1973 com o primeiro rastreio do ERTS-1, satélite da série Landsat, permite hoje ao Brasil comemorar 40 anos do recebimento de imagens que garantem a manutenção e o desenvolvimento de estudos e atividades de reconhecimento internacional, como os programas do INPE que monitoram o desmatamento na Amazônia e as queimadas em todo o país.

A Estação de Recepção e Gravação (ERG) de Cuiabá foi a terceira estação terrena instalada no mundo - a primeira foi nos Estados Unidos e a segunda, no Canadá. Atualmente, a estação de Cuiabá recebe dados dos satélites Landsat-7, Resourcesat-1, UK-DMC 2, Terra/Aqua e série NOAA.

Nesta estação, é realizado o rastreio diário de satélites, o recebimento de seus dados e a posterior entrega das informações brutas ao Centro de Dados de Sensoriamento Remoto (CDSR), localizado no INPE de Cachoeira Paulista (SP), onde as imagens são geradas e podem ser obtidas gratuitamente através da página www.dgi.inpe.br/CDSR



Instalação da antena de recepção de dados de sensoriamento remoto em Cuiabá, em 1973



Estação de recepção de dados de satélite em Cuiabá



INPE
Fonte INPE 25/04/2013 ás 9h

Compartilhe

Estação do INPE em Cuiabá comemora 40 anos