Especialistas recomendam à agência norte-americana droga que previne aids em até 73%

Fonte Agência Brasil 11/05/2012 às 12h
Uma equipe de especialistas de saúde dos Estados Unidos defendeu ontem (10) o uso de uma droga denominada Truvada, primeiro medicamento desenvolvido para prevenir que indivíduos saudáveis contraiam o vírus HIV. No entanto, a medida divide opiniões e só será aplicada no país após a definição do órgão oficial que é responsável pelo tema.

Os especialistas recomendaram ontem à agência reguladora norte-americana de medicamentos e alimentos (cuja sigla em inglês é FDA) o uso da droga no tratamento dos pacientes. O FDA tem até o dia 15 de junho para decidir sobre o assunto.

Para os especialistas, a aprovação da droga representa um marco histórico na luta contra a aids. A recomendação é que o Truvada seja associado a outras drogas retrovirais. De acordo com estudos feitos em 2010, a nova droga pode reduzir o risco de infecção pelo HIV de 44% a 73%.

Experimentalmente, desde 2004, o Truvada tem sido usado como um tratamento para pessoas infectadas com o HIV nos Estados Unidos. Em votação, durante um painel com representantes de especialistas e da comunidade, a aprovação do novo medicados obteve 19 votos favoráveis e 3 contrários.

Porém, houve oposição de alguns especialistas e integrantes de grupos que defendem os direitos da comunidade HIV. Segundo os contrários à droga, o receio é que os usuários podem ganhar uma falsa sensação de segurança e assim diminuir a prevenção e os tratamentos paralelos. Também há medo que o alto custo do Truvada impeça o financiamento para os demais tratamento de combate à doença.

*Com informações da BBC Brasil

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 11/05/2012 ás 12h

Compartilhe

Especialistas recomendam à agência norte-americana droga que previne aids em até 73%