Especialistas preveem vitória de candidato governista no segundo turno

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h

Outras Notícias

A vitória do candidato da coalizão governista Frente Ampla, José Mijuca, nas eleições presidenciais uruguaias é dada como certa por especialistas. Contudo, acredita-se que o segundo turno será o cenário mais provável à escolha do sucessor de Tabaré Vázquez.

"Continuo achando difícil que a eleição termine no dia 25 de outubro. O mais provável é que haja segundo turno", disse hoje à imprensa local o analista Adolfo Garcé.

Favorito em todas as pesquisas, o senador e ex-guerrilheiro tupamaro terá como principal adversário o ex-presidente do país (1990-1995) e candidato pelo Partido Nacional, Luis Lacalle.

Para Ignacio Zuasnábas, da consultora Equipos Mori, o segundo turno também é "o cenário mais provável". O especialista acredita ainda que a "Frente [Ampla] obterá a maioria parlamentar", o que significaria "uma segunda votação favorável" ao candidato do governo.

Já o cientista político Daniel Chasquetti considerou que "não se pode descartar que [a Frente Ampla] vença no primeiro turno e nem que haja segundo turno, porque dependendo da consultora que se analise pode-se tirar qualquer uma das conclusões".

Segundo pesquisa da Interconsult divulgada ontem, a Frente Ampla venceria com 44% dos votos; seguida pelo Partido Nacional com 31%; já o Partido Colorado, terceiro mais votado com Pedro Bordaberry seria escolhido por 12% dos eleitores.

Dos entrevistados, 7% continuam indecisos e estes poderiam ser os eleitores que mudariam o cenário atual.

No próximo dia 25, os uruguaios elegerão o sucessor de Vázquez e os membros do Parlamento. Para que o novo presidente seja eleito no primeiro turno é necessário que o candidato mais votado obtenha a maioria absoluta dos votos.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Especialistas preveem vitória de candidato governista no segundo turno