Esec Serra Geral do Tocantins discute plano de manejo

Fonte Comunicação ICMBio 24/03/2013 às 18h

Brasília – A Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins (EESGT), situada no estado da Bahia e gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), realizou, entre os dias 4 e 15 de março, a oficina de estruturação do plano de manejo. O evento, realizado no município de Rio da Conceição (TO), foi a penúltima etapa do processo de elaboração do plano e definiu os objetivos específicos de manejo, objetivos gerenciais, missão, visão de futuro, primeira versão do zoneamento interno e a primeira definição de áreas de intervenção da Unidade.

Apesar do trabalho intenso, os dias de oficina não foram suficientes para solucionar toda a complexidade de detalhes que o processo de planejamento exige. Foram trabalhadas, durante os dias de evento, informações coletadas nas consultas às populações, incluindo os pesquisadores e funcionários, realizadas em 2012, bem como dados coletados nos levantamentos de campo. De acordo com a coordenadora Lourdes M. Ferreira, a expectativa é de que o PM seja finalizado até setembro, caso tudo ocorra como programado.

Também foram definidos os próximos passos para última reunião, prevista para se realizar em Brasília, no mês de abril, que contará com o envolvimento de toda a equipe. "Apesar do trabalho duro, foi gratificante trabalhar com pessoas tão experientes e competentes, com total entendimento da metodologia e empenhadas e comprometidas com os resultados e a Unidade", declara Lourdes Maria, analista ambiental da Coordenação de Elaboração e Revisão de Plano de Manejo (Coman), do ICMBio. Segundo ela, os resultados foram alcançados. De acordo com a chefe substituta de EESGT, Carolina Barradas, feliz com o resultado da oficina, a aplicação da metodologia proposta no Roteiro Metodológico de 2002, conciliada com a experiência das coordenadoras do PM e o conhecimento dos participantes, garantiu um elevado nível de qualidade nos produtos da oficina.

Participaram dos trabalhos Lourdes Maria, analista ambiental da Coordenação de Planejamento (Coplan), da a Diretoria de Criação e Manejo de Unidades de Conservação (Diman), e coordenadora do plano de manejo do ICMBio; Lara G. Côrtes, analista ambiental da Coordenação de Análise e Prognóstico de Risco à Biodiversidade (Coapro), da Diretoria de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade (Dibio), ponto-focal do plano de manejo da Unidade; Sandro V. de Cristo, geógrafo e professor da Universidade Federal do Tocantins (UFT); Margarene Beserra, coordenadora do plano pela empresa contratada para elaboração - Ecomek; e os analistas ambientais da Unidade: Áquilas Mascarenhas, Máximo Menezes e Carolina Barradas.

Comunicação ICMBio
Fonte Comunicação ICMBio 24/03/2013 ás 18h

Compartilhe

Esec Serra Geral do Tocantins discute plano de manejo