Escolas gaúchas afetadas pelas chuvas vão receber recursos do MEC .

Fonte Agência Brasil. 03/12/2009 às 11h

O ministro da Educação, Fernando Haddad, fala a emissoras de rádio, no estúdio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), sobre o novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado no próximo fim de semana em todo o país 
Brasília - O ministro da Educação, Fernando Haddad, se reunirá na próxima semana com o secretário de Educação do Rio Grande do Sul, Ervino Deon, para contabilizar os estragos nas escolas causados pela chuva, que já deixou mais de 100 municípios do estado em situação de emergência.

Segundo Haddad, o Ministério da Educação já reservou recursos para reparos nessas escolas. De acordo com o ministro, os valor a ser repassado será definido após a avaliação dos prejuízos.

“Nós tivemos a experiência de Santa Catarina, do Piauí, do Maranhão, que também tiveram enchentes. A atuação do MEC com as secretarias estaduais de Educação foi decisiva para que as aulas pudessem ser retomadas logo que as águas baixassem”, disse ao participar de entrevista a emissoras de rádio durante o programa Bom Dia, Ministro, no estúdio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Haddad explicou que, para agilizar o repasse das verbas, há a possibilidade de depósito direto na conta da escola, o que, segundo o ministro, permite a liberação do dinheiro “em questão de dias”. “Isso é para pequenos reparos e uma recuperação imediata como pintar paredes, limpeza, corrigir o toalete para mantê-la em condições mínimas”, disse.

As escolas que foram mais danificadas e precisarem de um aporte maior de recursos deverão fazer um convênio direto com a Secretaria Estadual de Educação. “Tenho certeza de que o início do próximo ano letivo não terá nenhum tipo de prejuízo, porque toda a contratação de obras de reparo será feita em caráter de emergência”, afirmou o ministro

 

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 03/12/2009 ás 11h

Compartilhe

Escolas gaúchas afetadas pelas chuvas vão receber recursos do MEC .