Equador convida presidente peruano para Cúpula da Unasul e posse de Rafael Correa

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
Equador convida presidente peruano para Cúpula da Unasul e posse de Rafael Correa
Os dois eventos ocorrerão em Quito na próxima segunda-feira e coincidem com a comemoração do bicentenário da independência do país

LIMA, 6 AGO (ANSA) - O presidente peruano, Alan García, foi convidado para a cerimônia de posse do mandatário reeleito do Equador, Rafael Correa, e para a Cúpula dos chefes de Estado da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), que acontecem na próxima segunda-feira.

Os dois eventos ocorrerão em Quito e coincidem com a comemoração do bicentenário do primeiro movimento que levou à independência do Equador, ato influenciado pelas rebeliões na Bolívia contra a Corte espanhola.

"Viemos fazer o convite do presidente Correa ao presidente Alan García, e o esperamos com os braços abertos em 10 de agosto", disse o ministro das Relações Exteriores do Equador, Fander Falconí, após se reunir com seu homólogo peruano, José Antonio García Belaunde.

Falconí viajou à capital peruana, Lima, para participar da VIII Reunião da Comissão de Vizinhança Peru-Equador, em que foram avaliados projetos no âmbito binacional, como saúde, transporte, imigração, meio ambiente e cooperação tecnológica.

"Agradeço que mesmo em meio às dificuldades e complicações que o Equador enfrenta neste momento em razão da Cúpula da Unasul e da cerimônia de posse de Correa, houve tempo para cumprir com este dever de integração dos nossos países", comentou Belaunde.

Os chanceleres, junto com gabinetes ministeriais, devem ainda definir o tema do encontro que García e Correa terão em 16 de outubro, na cidade peruana de Piura.

A Cúpula da Unasul reunirá os presidentes da região sul-americana. Na ocasião, o Chile transferirá a presidência temporária do grupo para o Equador.

A mandatária chilena, Michele Bachellet, e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disseram que pensam convocar também para o dia 10 uma reunião do Conselho de Defesa Sul-Americano para discutir o novo acordo militar que a Colômbia negocia com os Estados Unidos, por meio do qual o país cederia bases em seu território para operações norte-americanas.

Tanto Lula quanto Bachelet ressaltaram que a medida está causando apreensão entre os países da América do Sul, mas pregaram o respeito à soberania colombiana.

Os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, e do Equador já criticaram de maneira mais enfática o possível convênio militar, assim como o boliviano Evo Morales, que se disse contra a presença de militares estrangeiros na região.

Na semana passada, o governo colombiano anunciou que o mandatário Álvaro Uribe não comparecerá na reunião da Cúpula, mas enviará um representante.

Correa foi reeleito para um segundo mandato em 26 de abril deste ano com cerca de 70% dos votos.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Equador convida presidente peruano para Cúpula da Unasul e posse de Rafael Correa