Entidades antitabagismo cobram metas do governo brasileiro

Fonte ABM 26/04/2013 às 8h
 

Representantes de entidades antitabagismo internacionais enviaram carta à presidente Dilma Rousseff, com cópia para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha e a ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, na qual o grupo expressa preocupação em relação ao cumprimento da meta estipulada pelo próprio governo, de redução no número de fumantes de 15% para 9% da população, até 2022, e cobra uma posição mais clara das autoridades federais sobre o assunto.

Assinam o documento a Corporate Accountability International, Framework Convention Alliance, International Union Against Tuberculosis and Lung Disease, Instituto de Controle de Tabaco Internacional Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health, Campaign for Tobacco-Free Kids, Fundação InterAmericana do Coração e World Lung Foundation.

Leia a carta aqui.

ABM
Fonte ABM 26/04/2013 ás 8h

Compartilhe

Entidades antitabagismo cobram metas do governo brasileiro