Enem - Exame deste ano vai ter maior rigor na gestão de riscos, afirma ministro

Fonte Ascom - MEC 25/05/2012 às 19h
O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012, que terá inscrições abertas na próxima segunda-feira, dia 28, e a paralisação dos professores nas universidades federais foram os temas de destaque na participação do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, no Bom Dia, Ministro desta sexta-feira, 25. O programa radiofônico é produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a Empresa Brasil de Comunicação.

O ministro explicou as mudanças efetuadas para garantir a segurança no Enem deste ano, como o aumento do rigor na gestão dos riscos. “Embora não tivéssemos nenhum problema de logística na aplicação do Enem em 2011, triplicamos os itens de checagem na gestão e na logística para este ano”, afirmou. “Antes, eram 1,2 mil itens; agora, serão 3.449 pontos monitorados.”

Mercadante ainda destacou as mudanças nas normas de correção da redação, com critérios de mais objetividade para evitar discrepância nas notas finais entre os diferentes corretores.

Carreira — Quanto à paralisação na rede federal de educação superior, Mercadante reiterou que considera antecipada a greve de professores nesse momento. Para ele, ainda há tempo para negociar a reestruturação da carreira da categoria. “Não há prejuízo material aos professores. O orçamento só irá para o Congresso em final de agosto”, lembrou. “Então, ainda há tempo. Por que uma greve em maio?”

De acordo com o ministro, o governo fará o esforço necessário para melhorar a remuneração dos docentes. “Mas nesse momento é preciso saber como deve ficar o cenário macroeconômico no Brasil diante da crise mundial para definir todo o quadro do funcionalismo”, acrescentou.

Pré-escola — A construção de creches e pré-escolas para crianças até seis anos, prevista no programa Brasil Carinhoso, foi outro assunto abordado por âncoras de emissoras de rádios de todo o Brasil. “Temos 5 mil creches sendo construídas em todo o Brasil”, destacou Mercadante. “E todos os prefeitos que tiverem creches, inclusive conveniadas, receberão antecipação do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação] e aumento de 66,7% na merenda escolar.”
Ascom - MEC
Fonte Ascom - MEC 25/05/2012 ás 19h

Compartilhe

Enem - Exame deste ano vai ter maior rigor na gestão de riscos, afirma ministro