Empresas fundam Instituto Brasileiro de Geomática e Soluções Geoespaciais

Fonte Imprensa MundoGEO 04/05/2013 às 21h

IBG tem o objetivo de promover o desenvolvimento do mercado nacional de geotecnologia.

São Paulo, 3 de maio de 2013 - Uma reunião realizada no dia 23 de abril definiu a fundação do Instituto Brasileiro de Empresas de Geomática e Soluções Geoespaciais (IBG). O Instituto, entidade sem fins lucrativos, promoverá o desenvolvimento deste setor no Brasil.

Entre os objetivos do IBG estão a representação do setor nos importantes fóruns de governo, como a Comissão Nacional de Cartografia (Concar), o desenvolvimento e disponibilização de estudos e análises de mercado econômico e de empregabilidade do setor, a formulação e execução de projetos de fomento à exportação dos produtos e dos serviços de geotecnologia dos seus associados, entre outros.

O encontro para oficializar a criação do IBG contou com a presença de 17 empresas da área de geoinformação, que assinaram o acordo, na sede da Associação Brasileira de Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (Abimde), com a participação de representantes da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex).

Durante reunião, ainda, foi constituído um conselho deliberativo provisório. A expectativa é de que , nos próximos 60 dias, uma assembleia defina a diretoria do Instituto, para um mandato com duração de três anos. O local desta assembleia será durante o evento MundoGEO#Connect LatinAmerica 2013 (http://mundogeoconnect.com), que acontece em São Paulo, de 18 a 20 de junho.

Podem fazer parte do Instituto empresas da cadeia produtiva do setor de coleta, processamento, representação e análise de dados geoespaciais, prestadoras de serviços de agrimensura e topografia, consultoria, desenvolvimento de sistemas, mapeamento, cadastramento, serviços de localização. Ainda, fornecedores de produtos, como sensores remotos, equipamentos topográficos e geodésicos, dados geográficos, imagens de satélites, softwares topográficos, análise espacial, sistemas de informações geográficas e processamento de imagens, hardware para o setor de geotecnologia e veículos aéreos não tripulados (VANTs).

“Foi um consenso, na reunião, que o novo Instituto terá um papel importante a ocupar como porta-voz do setor, e que o tom, intensidade e volume de suas ações será definido pelas estratégias que seus associados – em consenso –definirem como prioritárias para o setor”, explica Emerson Granemann, presidente do conselho deliberativo provisório do IBG e Diretor da MundoGEO.

Mais informações: emerson@mundogeo.com / 11 4063 8848

Imprensa MundoGEO
Fonte Imprensa MundoGEO 04/05/2013 ás 21h

Compartilhe

Empresas fundam Instituto Brasileiro de Geomática e Soluções Geoespaciais