Embaixador francês pede que Farc liberte jornalista

Fonte Ansa flash 23/05/2012 às 22h
O embaixador da França na Colômbia, Jean Pierre van Doorne, exigiu hoje que o grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) não prolonguem o cativeiro do jornalista francês Romeo Langlois, que foi sequestrado em 28 de abril.

"Estão esperando o quê? Creio que cumprimos o requisito, o presidente da República [francesa] se posicionou, não tardou um dia em designar seu enviado pessoal", disse o diplomata em entrevista à rádio colombiana Caracol.

O grupo pediu recentemente, como condição para soltar o jornalista, que o novo mandatário francês mandasse "um representante pessoal" para participar da libertação, além de uma comissão integrada pela Cruz Vermelha Internacional e pela ex-senadora Piedad Córdoba.

van Doorne acrescentou ainda que"só falta, aos que tem Romeo [em poder], nos dizer quando e onde, de preferência sem tambores nem trombetas", vão entregá-lo, como foi anunciado.

"Espero que, o que no início não era um sequestro, não se transforme com o passar do tempo em um sequestro de verdade, contradizendo o compromisso assumido por aqueles que tem Romeo em seu poder", disse o embaixador, referindo-se a um compromisso que o grupo assumiu recentemente de não voltar a fazer reféns.

O jornalista francês desapareceu no final de abril depois de viajar com as tropas colombianas para uma operação de destruição de laboratórios de cocaína, em uma zona rural no estado de Caquetá, quando houve um confronto com as Farc.
Ansa flash
Fonte Ansa flash 23/05/2012 ás 22h

Compartilhe

Embaixador francês pede que Farc liberte jornalista