Em Sínodo para a África, Bento XVI defende importância da relação com Deus

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O papa Bento XVI afirmou que os males do mundo foram gerados pela precária relação que as pessoas têm com Deus, ao discursar hoje na Segunda Assembleia Especial para a África do Sínodo dos Bispos.

"As coisas do mundo estão mal porque a relação com Deus não está em bom nível. E se esta não está correta, todas as outras não funcionam", comentou o Pontífice, destacando que "todas as realidades humanas dependem da nossa relação com Deus".

Discursando para 244 padres sinodais, Bento XVI pediu para a África abrir seus "confins entre tribos, etnias e religiões", a fim de "concretizar o conceito de caridade", já que, segundo o Papa, "os limites fecham o mundo e criam conflitos".

O Pontífice destacou ainda que "a caridade não é uma soma de ideias, mas um modo de viver" e que "a fé se transforma em caridade".

"Esta união entre fé e caridade deve ser feita em nós mesmos, de modo que nos divinizaremos na caridade", disse Bento XVI, explicando que a última etapa do desenvolvimento humano é a "divinização".

"No desenvolvimento do mundo, temos esta ‘escala’ que ainda não se concluiu. O homem deve divinizar-se. O desenvolvimento é alcançar esta última meta, onde Deus, que está conosco, quer nos ajudar a chegar a ela", afirmou.

"Deus não está longe. Não é necessário fazer viagens espaciais ou coisas complicadas para chegar a Ele. Ele habita em nossos corações. As coisas da ciência e da técnica são caras e difíceis, mas, para se chegar a Deus, não precisamos de grandes bens. As maiores coisas da vida, Deus, amor e verdade, são gratuitas", defendeu.

A Segunda Assembleia Especial para a África do Sínodo dos Bispos, que tem como tema "A Igreja na África a serviço da reconciliação, da justiça e da paz. Vós sois o sal da terra... Vós sois a luz do mundo", foi iniciada ontem no Vaticano e vai até o próximo dia 25. O último Sínodo para a África foi realizado em 1994, e propôs o modelo da Igreja-Família de Deus.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Em Sínodo para a África, Bento XVI defende importância da relação com Deus