Em reunião com Lula, confederação pede mais apoio de universidades para o esporte

Fonte Agência Brasil 19/11/2009 às 0h
Os medalhistas mundiais César Cielo e Felipe França e outros cerca de 20 atletas da seleção brasileira de esportes aquáticos que participaram do Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos 2009 em Roma, Itália, foram recebidos hoje (11) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Alvorada.

Lula conversou com os esportistas sobre a rotina de treinamentos e ouviu do presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, Coaracy Nunes, o apelo para que as universidades incentivem a formação e o treinamento dos atletas. Segundo o ministro do Esporte, Orlando Silva, Lula se interessou pela relação entre a universidade e a formação dos atletas e determinou que esse assunto seja tratado na próxima reunião com reitores.

Os atletas presentearam o presidente Lula com um agasalho de chefia da equipe. Essa foi considerada a melhor campanha do Brasil na história do Mundial de Esportes Aquáticos. O país conquistou quatro medalhas, sendo duas de ouro com César Cielo, nos 50 e 100 metros livre, uma de prata com Felipe França, nos 50 metros peito, e uma de bronze com Poliana Okimoto, na maratona aquática.

O Brasil esteve representado em 18 finais e houve 32 quebras de recordes sul-americanos na natação. No nado sincronizado, o Brasil garantiu o maior número de finais de sua história em Mundiais.

Nos saltos ornamentais, César Castro conquistou o quinto lugar na final de trampolim de 3 metros, colocação inédita alcançada por um saltador brasileiro. Já no polo aquático masculino, modalidade em que o país não se classificava desde 2003, o Brasil ficou com a 13ª posição.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Em reunião com Lula, confederação pede mais apoio de universidades para o esporte