Em greve, professores fecham principal avenida de São Paulo

Fonte Agência Brasil 26/04/2013 às 19h

 

São Paulo – Os professores da rede pública do estado de São Paulo fecharam as seis pistas da Avenida Paulista, no centro de São Paulo. Eles estão em greve, e fizeram manifestação por aumento de salário. A polícia não calculou a quantidade de pessoas presentes.

Os professores fazem assembleia para decidir sobre a manutenção da greve iniciada na última sexta-feira (19). A categoria reivindica reposição salarial de 36,74%. A Secretaria Estadual da Educação oferece reajuste de 8,1%. O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo diz que o aumento proposto pelo governo significa, na prática, reajuste de 2%, após desconto da inflação.

Segundo o sindicato dos professores, a adesão ao movimento é de 40% dos trabalhadores. A secretaria disse que os dados das escolas nos períodos da manhã e da tarde apontam que o registro de faltas teve aumento de 2,3% do total de docentes, em relação à média diária de ausências, que é aproximadamente 5%.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 26/04/2013 ás 19h

Compartilhe

Em greve, professores fecham principal avenida de São Paulo