Em entrevista, Massa agradece a todos que rezaram por sua recuperação

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O piloto Felipe Massa, em sua primeira entrevista após o acidente ocorrido no treino classificatório para o Grande Prêmio da Hungria, agradeceu a todas que rezaram por ele, falou sobre sua recuperação, o apoio da família e o retorno de Michael Schumacher.

"Eu queria agradecer primeiro a Deus, que ajudou muito a gente a sair desse momento, porque foi um momento muito delicado, e todas as pessoas que trabalharam para mim, os doutores, (os funcionários, ndr.) da pista da Hungria, o Dino (Altmann, médico pessoal, ndr.), que foi uma pessoa super importante, a minha família, toda a família Ferrari, que torceu bastante, todo mundo que realmente torceu", afirmou em uma entrevista divulgada pela escuderia italiana Ferrari.

Massa mostrou-se grato também pelas mensagens que recebeu "de pessoas que assistem F1, ou que nem conhecem F1". "Só quero agradecer todo mundo e dizer que do mesmo modo que eles estão torcendo pra mim, eu estou torcendo pra eles em tudo na vida", disse.

A entrevista foi gravada ontem, antes de o piloto deixar o Hospital Militar de Budapeste, na Hungria, com destino a São Paulo, onde prosseguirá seu tratamento médico. Durante a conversa, Massa ficou sentado em frente a uma Bíblia e a um rosário.

Ele disse não lembrar do acidente, ocorrido no último dia 25, mas sabe o que aconteceu, porque pessoas próximas o informaram.

"É uma situação estranha pra mim. Sei que eu acabei pegando uma mola do Rubinho (Barrichello, ndr.), essa mola veio no meu capacete e eu acabei perdendo a consciência. Me lembro pouco. Eu tava na Q2, em certo momento eu encontrei o Rubinho, ele estava até longe do meu carro, ai eu não lembro mais nada. Eu não tenho uma lembrança, uma memória muito real do que aconteceu comigo", ratificou Massa.

O piloto da Ferrari também afirmou que seu principal objetivo é retornar à competição. "Eu espero melhorar o mais rápido possível, e primeiro voltar a guiar um carro de F1, um carro da Ferrari", pontuou.

No entanto, contou ainda que seu primeiro desejo, quando chegar ao Brasil, é "entrar em casa, ver que ainda está tudo lá".

Ao ser questionado sobre o fato do alemão Michael Schumacher o substituir enquanto estiver em período de recuperação, o piloto afirmou que este "é o melhor cara possível" pra correr em seu lugar.

"O Michael sabe tudo que tem que fazer, como sempre soube, espero que ele consiga fazer um bom trabalho, ter um bom resultado. O Michael é um cara sensacional, sabe 100% o que tem que fazer", elogiou o brasileiro.

Sobre a presença de sua família durante sua recuperação na Hungria, o piloto comentou que seus parentes sempre estiveram próximos, desde quando corria em competições menores. Para Massa, a família é algo muito importante.

Rafaella, esposa do piloto e grávida de cinco meses, o acompanha no voo a São Paulo. Ele é esperado na capital paulista na noite de hoje.

No último dia 25, o brasileiro foi atingido por uma mola que se soltou da traseira da Brawn GP de Rubens Barrichello. O acidente provocou uma fratura no crânio e concussão cerebral.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Em entrevista, Massa agradece a todos que rezaram por sua recuperação